1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Aumenta propaganda neonazista na internet

O aumento de sites neonazistas é alarmente e a propaganda está cada vez mais sofisticada, com recursos de alta tecnologia.

A internet tem se tornado cada vez mais um instrumento de propaganda da extrema-direita alemã. Até o final de 2001, o número de sites neonazistas aumentou de 800 para 1.300, conforme divulgou nesta quinta-feira (4) o Departamento de Defesa da Constituição do estado da Renânia do Norte-Vestfália. Em relação a 1999, isto representa um aumento de quatro vezes.

Fritz Behrens (SPD), secretário de Segurança do estado, estima que o crescimento é alarmente. Os sites neonazistas são cada vez mais profissionais e sofisticados, utilizando as mais avançadas tecnologias disponíveis. Com animações, rádio online e jogos de computador, os sites atraem grande número de jovens.

"A extrema-direita mudou sua forma de apresentar-se na internet", afirma o secretário. As idéias racistas estão dissimuladas numa embalagem de alta tecnologia e são irreconhecíveis num primeiro momento.

Fonte de renda - A internet torna-se cada vez mais, também, uma fonte de renda para o neonazismo. Alguns neonazistas alemães trabalham no setor de informática e organizam o comércio online de música, roupas e artigos de propaganda.

"O comércio online com artigos de propaganda é um negócio bastante lucrativo", diz o secretário. "Ele atente aos interesses comerciais de alguns militantes, cria uma demanda adicional de produtos neonazistas e fortalece assim o movimento."

Os sites extremistas oferecem com freqüência bolsas de trocas de músicas neonazistas proibidas na Alemanha, em formato MP3. Por exemplo, as canções anônimas da banda Zillertaler Türkenjäger, que em português significa "Caçadores de turcos de Zillertal" (nome de um vale da região do Tirol, na Áustria).