1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Aumenta número de mães que trabalham

O trabalho de meio expediente é o preferido das mulheres com filhos menores de idade. Mães ganham por hora 79% do salário masculino, segundo estudo.

default

Filhos pequenos significam pausa na vida profissional da mulher

Um número cada vez maior de mães fazem parte da população economicamente ativa na Alemanha. Em abril de 2001, 60% das mulheres com filhos menores de idade exerciam uma profissão, informou o Departamento Federal de Estatísticas, em Wiesbaden, por ocasião do "Dia das Mães".

Dessa forma, o número de mães que trabalham aumentou 5% de 1996 até o ano passado. Em abril de 2001 havia 5,3 milhões de mães alemãs trabalhando e 390 mil profissionais que recorreram à chamada "pausa do bebê", isto é, à possibilidade de afastar-se do trabalho até dois anos, sem perder o emprego.

Diferenças no mesmo país - O número de mulheres com filhos que exercem uma atividade profissional continua sendo maior na parte leste do país (antiga Alemanha Oriental, comunista), se bem tenha diminuído a diferença. Na parte ocidental, houve um aumento de 7% nos últimos 5 anos, subindo para 58% do total de mães com filhos abaixo de 18 anos. Na parte leste, a cota diminuiu 3%, totalizando 69%.

Regime integral x meio expediente - A maioria das mulheres com crianças trabalha em regime de meio expediente ou alguns dias por semana. Nesse aspecto também há diferenças leste-oeste: somente 15% trabalham em período integral no ocidente, enquanto a cota é de 45% no leste. O trabalho de meio expediente é, em parte, uma conseqüência do número insuficiente de creches e jardins da infância.

Filhos influenciam vida profissional da mulher

Quando se trata de educar os filhos, os homens cedem a vez às mulheres, pois é raro o pai que requer a licença de "pausa do bebê", possibilidade que a lei alemã prevê. Isso só acontece nos poucos casos em que o casal decide priorizar a carreira da mulher.