1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Atlético Mineiro perde e dá adeus ao sonho do Mundial de Clubes

Exposto aos contra-ataques, Galo é surpreendido pela velocidade do Raja Casablanca, cai na semifinal e não fará esperada decisão contra o Bayern. Ao fim do jogo, Ronaldinho, que fez golaço, é assediado por adversários.

default

Capitão do Raja comemora seu gol, o segundo da vitória marroquina nesta quarta

O Atlético Mineiro perdeu nesta quarta-feira (18/12) por 3 a 1 para o Raja Casablanca, em Marrakech, e deu adeus precocemente ao sonho de conquistar o Mundial de Clubes. O time marroquino tentará agora o improvável contra o Bayern de Munique na decisão.

O Raja abriu o placar no início do segundo tempo, com Iajour, e cedeu o empate minutos depois, numa bela cobrança de falta de Ronaldinho Gaúcho. Os outros dois gols foram marcados pelo capitão Moutaouali – cobrando pênalti duvidoso cometido por Réver – e por Coulibaly – já nos acréscimos e com o Atlético totalmente lançado ao ataque.

Ao fim da partida, uma cena inusitada: Ronaldinho foi cercado e cumprimentado por muitos dos jogadores marroquinos, que levaram até as suas chuteiras de recordação. Foi a segunda derrota do camisa 10 em Mundiais – a primeira foi em 2006, quando, com a camisa do Barcelona, perdeu para o Internacional por 1 a 0.

"É duro aceitar essa derrota. O jogo foi muito parelho, eles concluíram melhor, ampliaram o resultado quando a gente estava no desespero", disse Ronaldinho ao fim da partida. "Agora temos que pôr a cabeça no lugar e ver o que nos resta."

Com a derrota, resta ao Galo enfrentar o Guangzhou Evergrande, da China, na disputa do terceiro lugar. A partida será no sábado (21/12), mesmo dia em que o Bayern, que venceu os chineses por 3 a 0 na semifinal, enfrentará o Raja valendo a taça.

Klub Weltmeisterschaft Fußball 2013 Atletico Mineiro - Raja Casablanca

Ronaldinho faz tradicional comemoração com o Jô após o gol de empate, de falta

O jogo

O Galo entrou em campo com a formação ofensiva que lhe foi característica durante a temporada. No meio de campo, apenas dois jogadores de marcação – Josué e Pierre. Na frente, o quarteto formado por Ronaldinho Gaúcho, Jô, Diego Tardelli e Fernandinho.

Desde o primeiro minuto de jogo, o time mineiro se deparou com um adversário fechado, quase sempre com 11 jogadores atrás da linha de meio-campo e tentando escapar apenas nos contra-ataques.

O Atlético só conseguiu furar a defesa marroquina aos 22 minutos de jogo. No lance, o veloz Fernandinho carregou a bola desde a intermediária e rolou para o lateral Lucas. Ele cruzou rasteiro, mas Jô, já dentro da pequena área e sem goleiro, não conseguiu completar para o gol.

A segunda grande chance de abrir o placar foi aos 32 minutos, quando Marcos Rocha cruzou para área, e Fernandinho chutou forte, de esquerda, rente à trave do goleiro marroquino. A resposta do Raja foi rápida. Três minutos depois, Victor foi obrigado a fazer grande defesa em chute frontal do capitão Moutaouali.

Klub Weltmeisterschaft Fußball 2013 Atletico Mineiro - Raja Casablanca

Jogador do Raja chuta em lance em mais um lance de contra-ataque: principal arma

Aos 39, novamente com Moutaouali, o Raja voltou a assustar. O meia entrou livre pela direita e chutou forte, raspando na trave direita do goleiro Victor. E aos 44 minutos, Jô desperdiçou outra grande chance ao passar da linha da bola após nova jogada de Marcos Rocha pela direita.

O Atlético voltou do vestiário com a defesa adiantada, muitas vezes marcando em linha. Num desses momentos, aos 5 minutos, Iajour recebeu sozinho na intermediária e chutou firme na saída de Victor para abrir o placar. Logo depois, os marroquinos ainda tiveram um gol anulado por impedimento.

O empate saiu aos 17 minutos, quando Cuca acabara de trocar o lateral-direito Marcos Rocha pelo atacante Luan. Em cobrança de falta perfeita da entrada da área, Ronaldinho colocou no ângulo esquerdo do goleiro marroquino, que não esboçou reação.

Aos 37, quando a partida parecia se encaminhar para terminar empatada, o juiz marcou pênalti de Réver em cima de Iajour. Moutaouali, o melhor em campo do Raja, cobrou com categoria para fazer 2 a 1.

Após o gol, Cuca tirou de campo o lateral-esquerdo Lucas para colocar Alecsandro, deixando o time com seis atacantes e ainda mais exposto aos contra-ataques. O Galo ainda tentou o empate, mas sofreu um terceiro gol, de Coulibaly, e não conseguiu evitar a derrota que lhe custou o sonho de disputar o título contra o Bayern de Munique.

Leia mais