1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Atirador solitário conduziu ataque a centro da Marinha nos EUA

Segundo a polícia, um prestador de serviços com histórico de indisciplina é o único responsável pelo ataque num prédio militar em Washington. Treze pessoas morreram, incluindo o autor do atentado.

O ataque a tiros num centro militar em Washington, nos Estados Unidos, foi conduzido por um atirador solitário que prestava serviços para a Marinha, afirmou a polícia local. Treze pessoas morreram, incluindo o autor do atentado.

As autoridades policiais da cidade descartaram nesta segunda-feira (17/09) a hipótese de um segundo suspeito. Durante uma entrevista coletiva, a chefe de polícia, Cathy Lanier, disse que as autoridades acreditam que o único responsável pelo tiroteio é Aaron Alexis, identificado como um funcionário terceirizado, de cor negra, que tinha acesso à instalação militar. Segundo investigadores, os motivos para o ataque continuam desconhecidos.

Alexis, de 34 anos, foi descrito como sendo um simpatizante do budismo que tinha ataques de raiva, reclamava da Marinha e de que era vítima de discriminação. Ele também tinha uma ficha policial que inclui dois incidentes com armas de fogo. Ele era reservista da Marinha, tendo servido de 2007 a 2011, com recorrentes problemas disciplinares.

O caso reabriu a discussão sobre o controle da venda e do porte de armas nos Estados Unidos. O presidente Barack Obama lamentou mais um ataque a tiros e disse que o responsável por esse "ato covarde" seria punido.

Alexis entrou no prédio da Marinha usando um cartão de acesso para funcionários, já que era prestador de serviços da área de computação, empregado por uma empresa terceirizada. Ele começou a disparar por volta das 8h20 (horário local). Matou 12 pessoas e acabou morto numa troca de tiros com a polícia. Segundo os investigadores, Alexis aparentemente agiu sozinho.

O atirador usou três armas: um rifle AR-15, uma escopeta e uma arma de mão que ele pegou de um policial no local, segundo investigadores que falaram sob anonimato à agência de notícias AP.

No recente massacre numa escola fundamental em Newtown, Connecticut, que causou a morte de 20 crianças e seis adultos, o atirador também usou um rifle AR-15. É a mesma arma usada num ataque a um cinema no Colorado, onde 12 pessoas morreram.

USA Schießerei bei Marinestützpunkt in Washington DC

Polícia isola local onde aconteceu o ataque a tiros

AS/ap/afp/efe

Leia mais