1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Atirador mata quatro pessoas em base militar no Tennessee

Após disparar contra fuzileiros navais na cidade de Chattanooga nos EUA, atirador morre em tiroteio com a polícia. Autor de ataque é identificado como Muhammad Youssuf Abdulazeez, nascido no Kuwait.

Quatro fuzileiros navais foram mortos nesta quinta-feira (16/07) por um homem que abriu fogo contra dois centros da Marinha em Chattanooga, no estado americano do Tennessee. O atirador foi morto logo após dar início ao massacre.

"Nós estamos tratando o ataque como ato de terrorismo interno", afirmou Bill Killian, procurador federal da região e disse que os motivos do atentado não são conhecidos, acrescentando que o FBI (a polícia federal americana) não descartou nenhuma hipótese.

O atirador foi identificado pelas autoridades como Muhammad Youssuf Abdulazeez, de 24 anos. Segundo a emissora NBC, ele é naturalizado americano e nasceu no Kuwait.

"No momento, seria muito prematuro especular sobre os motivos do ataque. Nós vamos conduzir uma investigação profunda sobre essa tragédia", comunicou o FBI, acrescentando que três pessoas ficaram feridas no atentado.

Ataque durou meia hora

O ataque começou por volta das 10h45 (hora local) em um escritório de recrutamento da Forças Armadas em um centro comercial. O atirador disparou diversas vezes contra o prédio. Ninguém ficou ferido.

De lá, ele dirigiu por dez quilômetros até os centros da Marinha, onde matou quatro fuzileiros navais, antes de ser morto em uma troca de tiros com a polícia. Toda a ação durou aproximadamente meia hora. De acordo com a polícia, o atirador agiu sozinho. Autoridades disseram ainda que ele carregava muitas armas.

O presidente dos Estados Unidos afirmou que as autoridades serão rigorosas e rápidas na busca por respostas sobre o ataque. Barack Obama expressou ainda condolências às famílias das vítimas. "É uma circunstância penosa para esses indivíduos que servem o nosso país com grande valor serem mortos dessa maneira", declarou.

O prefeito de Chattanooga, Andy Berke, também lamentou a tragédia. "O dia de hoje foi um pesadelo para a cidade", afirmou.

CN/dpa/rtr/afp

Leia mais