Atirador dispara em escola no sul da França e deixa feridos | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 16.03.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Europa

Atirador dispara em escola no sul da França e deixa feridos

Estudante dispara contra diretor de colégio em Grasse, deixando três feridos, segundo testemunhas e autoridades francesas. Ele é detido pela polícia e teria agido sozinho.

Colégio Alexis de Tocqueville, em Grasse

Colégio Alexis de Tocqueville, em Grasse, onde oito pessoas ficaram feridas

Um estudante disparou contra o diretor de uma escola em Grasse, no sul da França, deixando três pessoas feridas, segundo a polícia e testemunhas. Outras cinco pessoas ficaram feridas em meio ao pânico gerado pelos disparos.

O jovem de 17 anos foi detido pela polícia. Embora houvesse relatos iniciais de que outro jovem estaria com ele, aparentemente o atirador agiu sozinho. Segundo a polícia, o jovem detido estava armado com um rifle, duas pistolas e duas granadas. Ele não tinha passagem pela polícia.

Uma testemunha disse que dois estudantes atiraram contra o diretor do colégio Alexis de Tocqueville e que um deles foi detido e que o outro fugiu. Em pânico, vários estudantes procuraram refúgio num supermercado das redondezas.

O Ministério do Interior da França afirmou que oito pessoas ficaram feridas e que nenhuma delas corre risco de morrer.

A ministra francesa da Educação, Najat Vallaud-Belkacem, que visitou Grasse após o incidente, descreveu o ataque como um "ato de loucura de um jovem frágil e fascinado por armas".

A promotora de Grasse, Fabienne Atzori, afirmou que o ataque parece ter sido motivado pela relação ruim que o jovem tinha com colegas e acrescentou que ele enfrentará a acusação de tentativa de homicídio.

Todas as escolas de Grasse, que fica a cerca de 40 quilômetros de Nice, foram temporariamente fechadas.

AS/CN/afp/rtr

Leia mais