1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Atentados matam mais de 50 na Nigéria

Ao menos 54 pessoas morrem após explosões em mesquita e mercado em Maiduguri, no estado de Borno. Nenhum grupo assume a participação nas ações, mas suspeita do Exército nigeriano recai sobre grupo extremista Boko Haram.

Ao menos 54 pessoas morreram na noite deste domingo (21/09) na Nigéria após a detonação de explosivos em locais com aglomeração de pessoas em Maiduguri, capital do estado de Borno, segundo um grupo de defesa civil. Já a população da região afirma que foram 83 vítimas. Há suspeitas de que o grupo extremista islâmico Boko Haram esteja por trás dos atentados.

Segundo membros do grupo de defesa civil que pediram anonimato, 43 pessoas morreram em um ataque a uma mesquita e 11 numa explosão num mercado. "Foram três explosivos improvisados. Os detalhes ainda não estão claros, mas estes ataques mostram um alto nível de desespero por parte do Boko Haram", declarou Sami Usman, porta-voz do Exército nigeriano.

Em relação aos últimos acontecimentos, Usman lembrou que a população deve "manter-se vigilante e informar sobre qualquer pessoa suspeita" para que as forças de segurança possam tomar as medidas necessárias. "O Exército nigeriano não hesitará perante nada e está decidido a acabar com os terroristas do Boko Haram no menor tempo possível", acrescentou o porta-voz.

Nenhuma organização assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas a suspeita inicial recai sobre o Boko Haram, que tem recorrido a investidas do tipo após o Exército nigeriano recapturar parte do território mantido pelos militantes do grupo. Ao menos 20 mil pessoas foram mortas nos últimos seis anos de insurreição do grupo extremista, a qual deslocou 2,1 milhões de pessoas em três países.

FC/ap/afp/lusa/efe

Leia mais