1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Atentado suicida mata dezenas em mesquita na Nigéria

Autoria do ataque com bombas e armas de fogo no norte do país é atribuída ao Boko Haram. Antes, polícia frustrara atentado a outras mesquita. Terroristas islâmicos já mataram milhares na Nigéria, em cinco anos.

Um atentado suicida a tiros e bombas matou pelo menos 100 pessoas e feriu outras centenas de pessoas na mesquita principal de Kano, Nigéria, nesta sexta-feira (28/11). Os dados são da imprensa local. Já a polícia da cidade contabiliza 35 mortos e cerca de 100 feridos. Nenhum grupo ainda reivindicou o ato, mas ele traz características associadas aos terroristas islâmicos do Boko Haram.

O ataque na maior cidade do norte nigeriano aconteceu durante a tarde (hora local), logo após o início das preces da sexta-feira. Segundo testemunhas, primeiramente terroristas suicidas detonaram três bombas, sendo seguidos por atiradores que abriram fogo contra os fiéis.

A mesquita é adjacente ao palácio do emir de Kano, segunda autoridade muçulmana mais importante da Nigéria. Na semana anterior, o líder conclamara os cidadãos a se armarem contra o Boko Haram.

Após o ataque, numerosos jovens tomaram as ruas da cidade em protesto, atirando pedras e paus e insultando os policiais presentes. Também nesta sexta-feira, a polícia frustrara um atentado à bomba contra uma mesquita de Maiduguri, no nordeste do país. Dois dias antes, duas mulheres-bomba haviam se detonado num centro comercial da cidade.

Há cerca de cinco anos, os radicais do Boko Haram vêm realizando uma campanha para impor um califado islâmico na Nigéria, governado por sua versão especialmente impiedosa da sharia (lei tradicional islâmica), que rechaça qualquer influência ocidental. Neste período, milhares de pessoas já foram mortas em atentados ou sequestradas.

Atualizado em 29/11.

AV/afp/dpa/ap

Leia mais