1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Atentado mata advogado pró-curdo na Turquia

Tahir Elçi foi morto no sudeste do país após dar declarações à imprensa pedindo o fim dos combates entre PKK e o Estado turco. Governador de Diarbaquir declara toque de recolher para evitar protestos generalizados.

O presidente da Ordem de Advogados de Diarbaquir, Tahir Elçi, morreu neste sábado (28/11) durante um tiroteio na cidade localizada no sudeste da Turquia. Ele foi atingido na cabeça após dar uma entrevista à imprensa pedindo o fim dos combates entre o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) e o Estado turco.

Homens armados abriram fogo contra Elçi e um grupo de advogados, o que provocou a intervenção das forças de segurança para deter os responsáveis pelos disparos. Algumas das últimas palavras de Elçi foram "nós não queremos armas, confrontos e operações militares em nossa região".

O governador de Diarbaquir declarou toque de recolher para evitar protestos generalizados por causa da morte do advogado. Ainda não está claro quem está por trás do ataque, mas a imprensa turca cita testemunhas que afirmaram que o assassino tinha barba. Ele fugiu após abrir fogo.

O presidente turco, Recip Tayyip Erdogan, afirmou em discurso que um policial também morreu no ataque. "Esse incidente mostra como a Turquia está correta em seu combate ao terrorismo", disse.

Elçi era um advogado de prestígio e defensor da causa curda. Ele foi processado depois de afirmar que o PKK, que iniciou uma rebelião armada em 1984, não era uma organização terrorista. O partido reivindica maior autonomia para os curdos que vivem no país.

FC/afp/rtr/ap/efe

Leia mais