1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Atentado com mulheres-bomba mata dezenas na Nigéria

Integrantes do grupo radical Boko Haram detonaram explosivos em meio à multidão num vilarejo no nordeste do país. Em quatro dias, mais de 200 pessoas foram mortas numa série de ataques efetuados pelos extremistas.

Seis mulheres-bomba ligadas ao grupo radical Boko Haram provocaram mais de 50 mortes num atentado suicida no nordeste da Nigéria, informaram autoridades locais neste sábado (04/07). Centenas de pessoas ficaram feridas.

Os explosivos foram detonados na sexta-feira em meio à multidão numa vila nas proximidades da cidade de Maiduguri, berço da organização extremista.

"Todas elas morreram e provocaram numerosas mortes", afirmou o chefe da polícia do estado de Borno, Aderemi Opadokun.

Mais de 200 pessoas foram mortas na Nigéria nos últimos dias numa série de ataques atribuídos ao Boko Haram. O pior massacre ocorreu entre quarta e quinta-feira, quando 150 pessoas, inclusive crianças, foram mortas em vilarejos no norte do país.

Os ataques do grupo terrorista se intensificaram desde que o novo presidente, Muhammadu Buhari, tomou posse, no fim de maio. Buhari classificou os ataques como "atrozes" e afirmou que a luta contra o Boko Haram é prioridade absoluta.

Desde fevereiro, forças da Nigéria e do Chade conseguiram tomar 60 localidades que estavam sob controle dos extremistas no norte do país. Um mês depois, o Boko Haram anunciou uma aliança com o "Estado Islâmico".

KG/efe/dpa/afp

Leia mais