1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Atenta, Argentina testa favoritismo no "grupo da morte"

Favorita ao título, seleção latina enfrenta a Costa do Marfim em Hamburgo e tenta sair na frente da chave que conta ainda com a Holanda e a Sérvia e Montenegro, a mais difícil da Copa. Medo é repetir fiasco de 2002.

default

Meia Riquelme é um dos destaques do time

Atenta para não repetir a trajetória pífia registrada na Copa do Mundo de 2002, quando foi eliminada na primeira fase, a Argentina entra em campo às 21 horas deste sábado (16h de Brasília), em Hamburgo, para testar o seu favoritismo no "grupo da morte" contra a Costa do Marfim.

A chave C, considerada a mais difícil do Mundial da Alemanha, conta ainda com a Holanda e a Sérvia e Montenegro, que se enfrentam neste domingo em Leipzig. Mas os holofotes estão virados principalmente para os argentinos, e por motivos óbvios.

Quase todos os 32 treinadores de seleções que disputam o evento os colocam como favoritos ao lado do Brasil, e o país latino-americano conta com craques como Carlitos Tevez e Lionel Messi, embora ambos não comecem jogando na estréia.

Além disso, a Argentina sonha, definitivamente, em colocar em prática todo este potencial. "Estamos cientes em relação à pressão que existe sobre nós. Em 2002 foi um trabalho inacabado, e serve como estímulo para agora. Estamos ansiosos pelo sucesso", disse o capitão Sorín.

"É preciso vencer de qualquer maneira na estréia. É ali que começa o nosso plano de classificação. Com cinco ou seis pontos estamos na segunda fase", analisa o lateral-esquerdo que joga pelo espanhol Villarreal.

Surpresa

Uma vitória da Costa do Marfim sobre os argentinos seria surpresa em Hamburgo, mas, em contrapartida, daria seqüência ao bom retrospecto africano em estréias de Copas. Quatro das nove seleções da África que já disputaram um Mundial venceram em seu jogo inicial.

"A nossa moral está bastante elevada. O nosso planejamento é otimista, agressivo e fizemos de tudo para estar bem para esta estréia. A expectativa é muito boa", disse o treinador francês Henri Michel, que dirige os marfinenses.

"Estamos prontos para o dia D, e a única coisa que preocupa é como iremos controlar os estreantes, a parte emocional, porque é a primeira vez para todos", emendou.

ARGENTINA x COSTA DO MARFIM

Data: 10/6/2006 (Sábado)

Local: Estádio da Copa de Hamburgo

Horário: 21h (16h Brasília)

Árbitro: Frank de Bleeckere (Bélgica)

Auxiliares: Peter Hermans (Bélgica) e Walter Vromans (Bélgica)

Argentina

Abbondanzieri; Burdisso, Ayala, Heinze e Sorín; Cambiasso, Mascherano, Riquelme e Maxi Rodríguez; Saviola e Crespo

Técnico: José Pekerman

Costa do Marfim

Tizié; Eboué, Méité, Kolo Touré e Boka; Yaya Touré, Kalou, Zokora e Akalé; Arouna Dindané e Drogba Técnico: Henri Michel

Leia mais