1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ataques em Israel e na Cisjordânia matam ao menos cinco

Em Tel Aviv, um palestino invade um prédio comercial e mata dois israelenses a facadas. Na Cisjordânia, três pessoas são mortas num ataque com arma de fogo seguido de atropelamento.

default

Policiais israelenses no local do ataque a facadas, dentro de um edifício comercial

Dois ataques de palestinos contra israelenses mataram ao menos cinco pessoas nesta quinta-feira (19/11), em Tel Aviv e na Cisjordânia. Em Tel Aviv, um palestino invadiu um edifício comercial e matou dois israelenses a facadas, segundo a polícia. O agressor foi dominado e preso. Perto dos assentamentos de Gush Etzion, na Cisjordânia, três pessoas foram mortas num ataque com arma de fogo seguido de atropelamento de pedestres.

Segundo a polícia de Tel Aviv, um palestino de 36 anos atacou duas pessoas perto de uma loja no segundo andar do edifício Panorama, no sul da cidade e, em seguida, esfaqueou uma terceira pessoa, antes de ser detido.

Forças de segurança israelenses identificaram o agressor como sendo da área de Hebron, na Cisjordânia ocupada. O porta-voz da polícia Micky Rosenfeld disse que o agressor tentou entrar numa sinagoga no interior do edifício.

Os mortos em Tel Aviv têm em torno de 20 e 50 anos de idade, disse a polícia. Uma terceira vítima sofreu ferimentos na parte superior do corpo, segundo fontes hospitalares.

Mais tarde, ao menos um homem abriu fogo a partir de um carro perto de um assentamento judaico ao sul de Jerusalém, antes de atropelar pedestres que estavam num ponto de ônibus.

Três pessoas foram mortas a tiros. Uma delas era um israelense, a outra, um americano, e o terceiro indivíduo morto seria o suposto criminoso, alvejado por forças de segurança. Outras pessoas ficaram feridas. Houve relatos conflitantes sobre se havia mais de um agressor.

Antes desta quinta-feira, o último ataque significativo foi no último dia 13 de novembro, quando um rabino israelense e seu filho foram mortos a tiros numa emboscada, quando se dirigiam a uma área perto de Hebron, foco de grande parte dos ataques recentes.

Ao menos 84 pessoas foram mortas em ataques ocorridos desde o início de outubro no lado palestino, incluindo um árabe israelense e ao menos 15 israelenses. Muitos dos palestinos mortos eram supostos agressores, enquanto outros foram mortos a tiros em confrontos com forças de segurança israelenses.

A resposta de Israel à onda de ataques palestinos tem sido considerada controversa, com a demolição de casas e alegações de uso excessivo de força nos assassinatos de alguns supostos agressores.

MD/afp/rtr/efe

Leia mais