1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ataques aéreos de Israel matam quatro pessoas na Faixa de Gaza

Tensão entre israelenses e palestinos aumenta após a visita do emir do Catar à Faixa de Gaza e durante a passagem pela região da chefe da diplomacia europeia.

Na maior onda de violência na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza desde junho, o mais recente conflito começou na noite desta terça-feira (23/10), logo depois da visita do emir do Catar a Gaza ser encerrada.

Grupos palestinos dispararam foguetes contra o sul de Israel, ferindo seriamente duas pessoas.

Israel imediatamente lançou dois ataques aéreos contra o norte de Gaza, matando dois militantes do Hamas e ferindo mais sete pessoas, de acordo com médicos.

Outro ataque israelense na manhã desta quarta-feira matou um terceiro militante e feriu outro perto da cidade de Rafah.

Durante a manhã, o ministro da Saúde da Faixa de Gaza afirmou que um militante seriamente ferido nos primeiros ataques morreu em decorrência dos ferimentos.

Segundo o Exército israelense, até o início da tarde 68 foguetes foram disparados contra Israel, deixando seis pessoas feridas, duas delas em estado grave.

O Hamas, que controla Gaza desde 2007, divulgou um comunicado assumindo responsabilidade pelo ataque, junto com o Comitê de Resistência Popular.

A chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, visita Israel nesta quarta-feira para conversar com líderes israelenses em Jerusalém. Mais tarde, ela se dirige a Ramallah para um encontro com o primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Salam Fayyad.

Na quinta-feira ela visita o Líbano, tendo expressado sérias preocupações com a estabilidade do país após o atentado realizado semana passada e que matou oito pessoas, incluindo o chefe do serviço de inteligência.

RO/afp/rtr/dpa/dw
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais