1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ataque suicida mata dezenas no Afeganistão

Homem-bomba detona explosivos em frente a uma agência bancária movimentada no centro de Jalalabad, nordeste afegão, quando diversas pessoas recebiam seus salários. "Estado Islâmico" reivindica ataque.

Chega a 33 o número de mortos em um ataque suicida neste sábado (18/04) em frente a um banco na cidade de Jalalabad, nordeste do Afeganistão. Quase 100 pessoas ficaram feridas, segundo o governo. O grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) assumiu a autoria do primeiro atentado praticado pelos jihadistas em território afegão.

"O homem-bomba detonou os explosivos em uma hora de movimento bem no centro da cidade, onde também estão localizados vários escritórios do governo e mercados", afirmou Ahmad Zia Abdulzai, porta-voz do governo da província de Nangarhar, cuja capital é Jalalabad. "A maioria dos mortos e feridos é de civis inocentes. Mas também deve haver vítimas entre policiais, porque o ataque ocorreu próximo a uma área de controle", relatou.

De acordo com o chefe da polícia da província de Nangarhar, Fazal Ahmad Shirzad, a explosão ocorreu do lado de fora de um banco onde funcionários do governo e civis recebiam seus salários. Uma segunda bomba atada a uma moto explodiu minutos após o atentado suicida, mas sem causar mortes.

Em uma mensagem divulgada na internet, terroristas do EI afirmaram que o ataque foi realizado por Abu Mohammed, integrante do grupo jihadista. A informação sobre a autoria também foi confirmada pelo presidente afegão, Ashraf Ghani, que o atentado como o "mais covarde ato de terroristas, tendo como alvo civis inocentes".

Apenas uma hora após o atentado em Jalalabad, uma bomba magnética colocada junto a um carro estacionado explodiu no distrito de Behsood, também em Nangarhar, matando um civil e ferindo três, afirmou Abdulzai.

MSB/dpa/lusa/ap

Leia mais