1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ataque da coalizão anti-EI mata dez soldados iraquianos

Ofensiva contra o "Estado Islâmico" atinge tropas do Exército do Iraque. Secretário de Defesa americano aponta que incidente pode ter sido causado por erro de americanos e iraquianos.

Um ataque aéreo da coalizão internacional que combate a organização extremista "Estado Islâmico" (EI) atingiu acidentalmente uma posição do Exército iraquiano, matando dez soldados, informou neste sábado (19/12) o ministro da Defesa do Iraque, Khaled al-Obeidi.

"Perdemos dez de nossos homens", lamentou o ministro ao informar que as autoridades abriram uma investigação sobre o incidente.

O comando das operações conjuntas da coalizão relatou que o incidente ocorreu quando dois bombardeios abriram caminho para que tropas iraquianas avançassem rapidamente em direção a posições controladas por combatentes do EI, ao sul da cidade de Faluja. Um terceiro ataque aéreo foi lançado quando as tropas estavam em pleno combate, causando mortes dos dois lados.

Autoridades militares dos EUA admitiram que as mortes dos soldados iraquianos podem ter sido causadas por fogo amigo, aparentemente perpetrado por uma aeronave americana.

"Apesar da coordenação com as forças de segurança iraquianas, relatos iniciais apontam para a possibilidade de que um dos ataques poderia ter resultado na morte dos soldados iraquianos", afirmou o comando militar americano, em comunicado.

O secretário de Defesa americano, Ashton Carter, lamentou o incidente, que, segundo disse, aparenta ser "um erro cometido pelas duas partes [iraquianos e americanos]". "Essas coisas acontecem quando se luta lado a lado, como fazemos."

RC/afp/rtr/ap

Leia mais