1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ataque contra casa noturna no Mali mata cinco pessoas

Pistoleiro encapuzado entrou no lugar, atirando indiscriminadamente. Dois europeus estão entre os mortos. Local é conhecido pela clientela estrangeira. Dois suspeitos foram presos.

Pelo menos dois europeus e três malianos foram mortos durante um atentado a uma casa noturna na madrugada de sexta para sábado (07/03) na capital do Mali, Bamako. De acordo com as autoridades do país, os estrangeiros mortos eram um francês e um belga, que trabalhavam para a representação da UE no Mali. A polícia classificou o ato, que deixou oito pessoas feridas, como "ataque terrorista".

A Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização no Mali (Minusma), classificou o ataque como "covarde". Segundo o órgão, pelo menos um pistoleiro mascarado invadiu o local, atirando indiscriminadamente. O local, chamado La Terrasse, é frequentada por muitos estrangeiros e situado numa rua movimentada do centro da cidade

Mais tarde as autoridades relataram a prisão de dois suspeitos. Entre os pelo menos oito feridos, estão dois suíços. De acordo com a Minusma, dois dos feridos são especialistas do Serviço de Ação Antiminas das Nações Unidas (Unimas).

Franceses em alerta

Dezenas de policiais isolaram a área em torno da casa noturna. A embaixada da França em Bamako apelou para que os franceses tenham cautela no país e montou uma equipe de gerenciamento de crise. As precauções de segurança para as instituições francesas em Mali foram reforçadas.

O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, definiu o incidente como "ataque covarde e terrível". O ministro do Exterior belga, Didier Reynders, se mostrou chocado pelo que chamou de "terror covarde". O presidente francês, François Hollande, condenou o "ataque covarde". O presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, convocou uma reunião do Conselho de Defesa.

MD/afp/