1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Astronauta alemão da ISS diz que quer viajar para Marte

Alexander Gerst retornou à Terra há três dias, depois de quase seis meses na estação espacial. Alemão passa por uma série de exames médicos e já pensa em voltar ao espaço, desta vez rumo ao planeta vermelho.

default

Alexander Gerst passou quase meio ano no espaço sideral

O astronauta alemão Alexander Gerst, de 38 anos, parece ter gostado da experiência no espaço. Depois de passar 165 dias na Estação Espacial Internacional (ISS), ele declarou nesta quinta-feira (13/11) que gostaria de ir para Marte.

"Meu futuro é definitivamente o espaço", afirmou, numa coletiva de impressa na cidade alemã de Colônia . O astronauta declarou que no momento está muito feliz em retornar à Terra e que acredita que uma missão em Marte já é tecnicamente possível.

"Acho que estamos prontos", comentou, acrescentando que um voo tripulado ao planeta vermelho é menos uma questão técnica do que de decisão.

Atualmente Gerst passa por exames médicos no Centro Aeroespacial Alemão (DLR), além de estar participando de um rigoroso programa de treinamento físico. Ele retornou nesta segunda-feira, depois de quase seis meses na ISS, onde realizou uma série de experimentos nas áreas de física, biologia e pesquisa de radiação.

O astronauta nascido no sul da Alemanha revelou que está bem, e que imaginara que a readaptação à vida terrestre seria muito mais difícil. Ele se alegra por estar novamente com a namorada e os amigos, voltar a morar na própria casa, ver o verde e enfim poder comer pizza novamente. "Pode-se viver no espaço ainda mais tempo, mas o que não se tem lá, é a Terra, o nosso planeta natal."

Um dos destaques da sua viagem sideral foi uma missão do lado de fora da ISS, em 7 de outubro. "Foi maravilhoso estar lá fora. Foi uma experiência incrível", revelou. Ele é o 11° alemão enviado ao espaço e o terceiro na ISS.

CN/dpa/afp

Leia mais