1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Arábia Saudita encerra trégua no Iêmen

Após lançamento de mísseis por rebeldes contra seu território, aliança liderada por sauditas declara cessar-fogo alcançado na Suíça há poucas semanas como oficialmente encerrado.

default

Combatente do movimento rebelde houthi no Iêmen

A coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita anunciou oficialmente neste sábado (02/01) o fim do cessar-fogo no Iêmen. Declarada em 15 de dezembro, a trégua vinha sendo violada sistematicamente pelos dois lados – durante o próprio anúncio, aviões sauditas estavam bombardeando alvos em território iemenita.

As razões dadas pela coalizão para romper a trégua foram o lançamento de mísseis balísticos contra o sul da Arábia Saudita por parte dos houthis – rebeldes xiitas apoiados pelo Irã que lutam para derrubar o governo iemenita.

Os rebeldes dispararam na segunda-feira à noite um míssil contra uma sede de segurança na cidade saudita de Abha, o terceiro em uma semana contra o sul do reino, que faz fronteira com o Iêmen.

O comando saudita também justificou sua decisão por considerar que os rebeldes atrapalharam o envio de ajuda humanitária – alimentos e material médico – ao povo iemenita.

A aliança disse ter aceitado a trégua solicitada pelo presidente iemenita, Abdo Rabbo Mansour Hadi, para criar um ambiente adequado para encontrar uma solução ao conflito. Porém, as ações dos houthis, afirmou a Arábia Saudita, impediram sua continuidade.

O anúncio da coalizão árabe, que começou sua intervenção no Iêmen em apoio a Hadi e contra os houthis em março, mostra a dificuldade de se encontrar uma saída para a crise no país. Durante a reunião na Suíça em dezembro, as duas partes firmaram o compromisso de retomar o diálogo em meados de janeiro.

RPR/afp/efe/rtr

Leia mais