1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Apuração segue apertada na Nigéria

Com contagem encerrada em 27 dos 36 estados, candidato da oposição tem leve vantagem na eleição presidencial. No entanto, complicado sistema eleitoral pode levar pleito para segundo turno.

default

Eleição é também disputa religiosa: muçulmano Muhammadu Buhari (esq.) contra o cristão Jonathan Goodluck

Resultados parciais da eleição presidencial na Nigéria, divulgados nesta terça-feira (31/03), mostram uma leve vantagem para o ex-ditador militar e candidato da oposição, Muhammadu Buhari.

Segundo a agência de notícias Reuters, Buhari construiu uma vantagem de 2,7 milhões de votos frente a Goodluck Jonathan. No entanto, o resultado da contagem ainda não foi anunciado em seis estados, todos redutos favoráveis ao atual presidente do maior país da África.

A margem é próxima o suficiente para uma virada de Jonathan. Apesar de estar atrás na votação direta, Jonathan ainda pode levar a eleição para o segundo turno, pois, segundo os resultados parciais, ele venceu a disputa em 12 dos 27 estados já apurados.

Para se tornar vencedor, o candidato tem que obter, além da maioria absoluta dos votos, pelo menos 25% dos votos em dois terços dos 36 estados do país. Se nenhum deles obtiver a maioria necessária, um segundo turno deverá ser realizado em duas semanas.

Buhari, de 72 anos, é um ex-ditador militar apoiado por uma ampla aliança de oposição. Analistas acreditam que ele tem boas chances de vitória. Caso o

atual chefe de Estado

, de 57 anos, realmente seja derrotado, este será o primeiro sucesso eleitoral da oposição desde o retorno da democracia à Nigéria, em 1999.

PV/rtr/ap/ots

Leia mais