Apple lança computador em formato de prancheta iPad | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 28.01.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Apple lança computador em formato de prancheta iPad

Novo computador em formato de prancheta da Apple deverá ajudar a marca a vender mais conteúdos. Produto deve chegar ao mercado com custo de 500 a 830 dolares.

default

Aparência do iPad lebra iPhone

À primeira vista, a novidade da Apple lançada nesta quarta-feira (27/01) tem características que lembram o iPhone: além do formato maior, o novo computador tem tela sensível ao toque que pode ser usada como teclado.

Segundo a marca, o perfil da novidade se localiza entre o iPhone e um laptop – seria uma combinação melhorada dos dois conceitos, dizem os criadores. Com o iPad, o usuário pode acessar a internet, ler e-mails, divertir-se com jogos ou assistir a vídeos. Ferramentas clássicas, como editores de texto, softwares de cálculo e de apresentações também estão disponíveis.

Para quem gosta de trabalhar de maneira tradicional, o iPad pode ser conectado a um teclado de tamanho convencional – o acessório tem um custo extra. Para alguns críticos, no entanto, o lançamento da Apple não traz nada de novo. Seria apenas uma variação de computador com telas sensíveis ao toque – equipamento que a rival Microsoft já disponibiliza há 15 anos, embora sem sucesso.

Compras virtuais

iPad

Tela do computador é sensível ao toque

O iPad também é um ótimo utensílio para estimular o consumo de conteúdos ofertados pela Apple, que se desenvolve cada vez mais como provedora de conteúdos. Música, jogos, vídeos, jornais e livros ficam ao alcance do usuário através de um clique de mouse.

Outra característica: o iPad é capaz de rodar quase todos os aplicativos desenvolvidos para o iPhone. A bem-sucedida loja App-Store – através da qual softwares para o iPhone e, mais tarde, também para o iPad podem ser comprados – reúne mais de150 mil aplicativos diferentes.

A marca lucra a cada download e facilita os negócios para quem detém os direitos dos programas. Além de reunir os aplicativos num lugar só, o sistema da Apple se encarrega também do pagamento do produto comprado.

A última novidade da Apple ainda não está à venda na loja virtual da marca, mas o preço já está anunciado: vai de 499 a 829 dólares. O valor relativamente baixo faz parte da estratégia da marca em ganhar dinheiro não apenas com a venda do iPad, mas também com os conteúdos oferecidos.

Autor: Jörg Brunsmann (np)

Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais