1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Apontado como futuro craque, Lahm vira xodó da torcida alemã

Autor do primeiro gol da Copa, lateral-esquerdo tem 22 anos e já é um dos jogadores mais queridos do país. Atleta recebeu elogios até de Pelé e de Maradona.

default

Lahm chuta para marcar golaço contra a Costa Rica, na abertura da Copa

Philipp Lahm sabe reconhecer o valor de sua batalhada vaga na defesa da equipe alemã. No dia 17 de maio de 2005, ainda com a camisa do Stuttgart, o lateral-esquerdo rompeu um dos ligamentos do joelho direito e a Copa do Mundo parecia algo inatingível para o jogador nascido e criado em Munique.

Apesar das previsões pessimistas, seis meses mais tarde, Lahm voltou em grande estilo à Bundesliga – agora já com a camisa do Bayern de Munique. O jogador provou que sua recuperação havia sido completa e passou a fazer parte da lista dos possíveis convocados para a Mundial.

O ala canhoto, no entanto, ainda precisaria superar mais um trauma para estrear na Copa. Uma semana antes da estréia ele sofreu uma fratura no braço esquerdo durante treino da Alemanha e sua participação estava novamente ameaçada.

Lahm foi submetido a uma cirurgia, se recuperou e entrou em campo em Munique, no dia 9 de junho, com uma proteção no braço. Nada que o impediu, porém, de marcar o primeiro gol do torneio. Um golaço que abriu os 4 a 2 sobre a Costa Rica.

A história de Philipp Lahm

Stadion WM 2006 Eröffnungsspiel Deutschland - Costa Rica 09.06.06 München 1:0 Torschütze Lahm Freude

Ala comemora gol nos 4 a 2 sobre os costarriquenhos

Sua carreira futebolística começou quando ainda era criança e participava das atividades da Associação Esportiva de Gern, da qual seus pais faziam parte. O caminho de lá até o Chelsea, que acabou de lhe fazer uma proposta, não é dos mais curtos, mas muitos meninos de Gern sonham seguir os passos do ídolo, copiam seu corte de cabelo e treinam suas jogadas.

De Gern, Philipp Lahm foi para o Bayern de Munique, sob tutela de Hermann Gerland, descobridor de talentos e treinador amador. Foi Hermann quem levou Lahm à Regionalliga em 2001 e também quem conseguiu que ele jogasse pelo Stuttgart, na temporada 2003/2004 da Bundesliga.

"Ele sempre desenvolveu suas habilidades, treino a treino, de semana a semana. Lahm tem tudo o que é necessário: olhos treinados, noção de espaço, técnica e vontade de jogar", afirmou Hermann, com orgulho, ao jornal Welt am Sonntag.

Leia mais