1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Apoio da Europa a Abbas é total, diz Blair

Premiê britânico e Javier Solana pedem apoio internacional ao presidente palestino, que convocou novas eleições para superar a crise no governo e pôr fim aos violentos conflitos entre militantes do Hamas e Fatah.

default

Presidente Abbas convocou novas eleições

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, e o encarregado de política externa e de segurança da União Européia (UE), Javier Solana, manifestaram neste sábado (16/12) seu apoio ao presidente palestino, Mahmud Abbas, que em pronunciamento ao seu povo neste sábado convocou novas eleições presidenciais e parlamentares.

"Mahmud Abbas abriu um novo caminho ao anunciar eleições. A Europa o apóia completamente nesta intenção", informou o gabinete de Solana em Bruxelas. "O apoio da Europa a Abbas é total. A situação interna é difícil e para nós é essencial ter um interlocutor confiável", acrescentou a assessoria de Solana.

Apoio de Blair, que está na região

Antes disso, no Cairo, o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, havia saudado o apelo do presidente palestino para a realização de eleições e pediu à comunidade internacional que apóie a iniciativa.

"A decisão de Mahmud Abbas pela realização de eleições antecipadas é um forte sinal de que o presidente palestino procura um meio para sair do impasse no qual se encontra o processo de paz", afirmou Blair. O premiê elogiou os esforços de Abbas na busca de um governo de união entre sua organização Fatah e a radical islâmica Hamas.

Segundo Blair, o pronunciamento de Abbas sinalizou a determinação para encontrar um meio de superar os obstáculos e os desafios, "seguindo adiante mesmo sem os que não têm vontade ou são incompetentes para desempenhar um papel ativo. Penso que este é o momento de a comunidade internacional o apoiar neste processo e ajudá-lo a desenvolver sua autoridade e capacidade de ação".

Acabar com sanções ocidentais

O presidente palestino, Mahmud Abbas, convocou neste sábado novas eleições parlamentares e presidenciais, depois de vários dias de violência nos territórios palestinos. As tensões aumentaram entre os palestinos, depois de meses de negociações fracassadas entre Hamas e Fatah para formar um governo.

O apelo do presidente palestino para a realização de novas eleições foi rejeitado pelo movimento islâmico Hamas, que controla o governo desde março último. Representantes do Hamas conclamaram o povo a ir às ruas protestar contra o que chamam de "golpe" de Abbas.

Abbas disse que as eleições devem ocorrer assim que possível. Ele afirmou também que, enquanto isso, todos os esforços devem ser concentrados na criação de um governo de união formado por tecnocratas, para tentar acabar com as sanções impostas por países ocidentais contra a administração do Hamas.

Leia mais