1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Aplicativo reúne doações para alimentar crianças sírias

Em menos de duas semanas, 1,4 milhão de doações já foram recebidas. Valor mínimo para garantir alimentação diária de uma criança num campo de refugiados na Jordânia é de 0,40 euro.

Com apenas um clique, garantir a refeição de uma criança: essa é a proposta do Share the Meal (Compartilhe a refeição), aplicativo lançado pelo Programa Mundial de Alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU). A ideia é, através de pequenas doações, alimentar crianças sírias que vivem em campos de refugiados na Jordânia. E isso por apenas 0,40 euro ao dia, por criança.

Em menos de duas semanas, mais de 1,4 milhão de refeições já foram compartilhadas. O processo é simples, segundo o site da iniciativa leva apenas 30 segundos. Após o download gratuito do app disponível para Android e iOS, o usuário escolhe por quanto tempo deseja ajudar uma criança. Para um dia, o valor é 0,40 euro, para uma semana, 2,80 euros. O valor escolhido é pago com cartão de crédito ou PayPal.

O objetivo atual é garantir merenda escolar para 20 mil crianças sírias ao longo de um ano inteiro. Elas fugiram dos conflitos em sua terra natal, encontrando-se atualmente em campos de refugiados na Jordânia. Muitas famílias, porém, não têm condições de prover a alimentação mínima para seus filhos. "A merenda escolar fornece nutrição vital e ajuda a manter as crianças na escola", lembra o site do projeto.

"Share the meal é para nós, definitivamente, o meio de aumentar do número de pessoas que contribuem, e estamos cada vez mais à procura de parceiros nos setores privado e público para nos ajudar", relatou Robert Opp, diretor de inovação e mudança de gestão no Programa Mundial de Alimentos, à agência de notícias Reuters. Reduzir a fome e melhorar as condições de moradia dos refugiados também é visto como uma forma de desencorajar as perigosas viagens rumo à Europa.

APP Share the meal

Visual do app Share The Meal

Partindo para novas lutas

Criado por uma empresa com sede em Berlim, o aplicado foi lançado oficialmente após uma versão piloto, disponibilizada para a Alemanha, Áustria e Suíça, em junho deste ano. Os alimentos tinham como destino alunos em Lesoto, na África, e foram arrecadadas 1,7 milhão de refeições, doadas por 120 mil usuários.

Com o sucesso da primeira iniciativa, o app avançou para novas lutas. "O potencial do Share the Meal é enorme: em todo o mundo existem 20 vezes mais usuários de smartphones do que crianças com fome", registraram os criadores em seu site.

Segundo a Reuters, o Programa Mundial de Alimentos requer 26 milhões de dólares por semana para alimentar os 4 milhões de refugiados que residem em países na fronteira com a Síria. Um corte de recursos em 2014 fez a organização reduzir a oferta de alimentos para apenas 1,3 milhão de pessoas.

Numa reunião de emergência realizada no fim de setembro, líderes da União Europeia comprometeram-se a destinar mais 1 bilhão de euros a organizações que combatem a fome, visando refugiados sírios que se encontram na Turquia, Jordânia, Líbano e outros países.

BV/rtr/lusa/dpa

Leia mais