1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Após terremoto, Nepal receberá mais ajuda internacional

País tem recursos limitados para lidar com a tragédia. ONU anuncia ajuda de 15 milhões de dólares, e vários países também prometem dinheiro, pessoal e equipamentos para dar assistência às milhares de vítimas.

Diante da maior catástrofe dos últimos 80 anos no Nepal, diversos países anunciaram nesta segunda-feira (27/04) reforço na ajuda humanitária ao país asiático.

As Nações Unidas confirmaram a liberação de 15 milhões de dólares de seu fundo central de emergência para ajudar as vítimas. Estados Unidos, Japão, Reino Unido e Canadá também anunciaram milhões em ajuda.

O Ministério do Interior do Nepal confirmou que o número de mortos na tragédia já passa de 4,1 mil. Há mais de 7 mil feridos e uma multidão de desabrigados – pessoas que perderam suas casas ou simplesmente não querem voltar a elas, por medo de novos desabamentos na região que continua sendo atingida por tremores de terra.

"Esperamos mais ajuda internacional. Precisamos cremar corpos, trabalhar em saneamento, obter água potável", afirmou primeiro-ministro nepalês, Sushil Koirala, reconhecendo que as autoridades do país têm capacidades limitadas. Quase 90% do Exército nepalês estão empenhados em missões de busca e resgate, mas não é suficiente.

Segundo Farhan Haq, porta-voz da ONU, o dinheiro liberado pela organização permitirá que grupos internacionais de ajuda humanitária ampliem as operações e forneçam abrigo, água e medicamentos, além de apoio logístico às vítimas do desastre.

Nepal Menschen verlassen ihre Häuser nach Erdbeben in Bhaktapur

Moradores deixam suas casas – ou o que restou delas – com medo de novos desabamentos

Haq ressaltou ainda que caminhões carregados de alimentos estão a caminho de áreas afetadas nas imediações do vale de Katmandu, e a expectativa é de que a distribuição comece já nesta terça-feira. De acordo com o porta-voz, estima-se que oito milhões de pessoas tenham sido afetadas pela catástrofe e mais de 1,4 milhão precisam receber alimentos, incluindo 750 mil que viviam perto do epicentro do terremoto em casas frágeis.

Os Estados Unidos aumentaram para10 milhões de dólares a ajuda financeira para a população nepalesa. Dois aviões dos EUA trazendo equipes de busca e resgate, além de suprimentos, deverão pousar no Nepal nas próximas horas.

O ministro do Exterior do Japão, Fumiu Kishida, confirmou que seu país contribuirá com 8 milhões de dólares de ajuda humanitária, e outros 210 mil dólares em suprimentos. O Reino Unido prometeu 7,5 milhões de dólares, enquanto o Canadá disse que vai enviar 4,1 milhões de dólares ao país asiático.

Quatorze dos 28 países da União Europeia também ofereceram equipes e equipamentos para atendimentos de emergência.

A vizinha Índia, por exemplo, que também contabiliza mortos na tragédia, enviou helicópteros, suprimentos hospitalares e pessoal da Força Nacional de Resposta a Desastres. A China mandou uma equipe de 60 integrantes que trabalha com emergências. O Exército paquistanês manou quatro aeronaves com um hospital de campanha com 30 leitos, equipes de busca e resgate e artigos emergenciais.

População deixa Katmandu

Muitas pessoas tentavam deixar Katmandu na manhã desta segunda-feira, temendo que novos tremores nas próximas horas pudessem piorar ainda mais a situação. Estradas de saída da capital estavam cheias de pessoas, algumas com crianças nos braços, tentando subir em ônibus ou pegar uma carona em carros e caminhões que abandonavam a cidade.

Longas filas se formaram no Aeroporto Internacional de Tribhuvan, com turistas e moradores tentando desesperadamente conseguir lugar num avião. Uma indiana declarou à agência de notícias Reuters que venderia todo o ouro que tinha para conseguir uma passagem, mas não havia nada disponível.

MSB/dpa/rtr/ap

Leia mais