Após protestos, Zara recolhe blusa que lembra nazismo | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 28.08.2014
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Após protestos, Zara recolhe blusa que lembra nazismo

Camiseta listrada tem semelhanças com o uniforme usado pelos judeus nos campos de concentração. Loja pede desculpas e diz que a inspiração era o Velho Oeste.

default

Peça polêmica esteve à venda no site da Zara por algumas horas

A rede de moda Zara tirou de linha uma camiseta de sua nova coleção infantil após ser alvo de uma série de críticas por a peça lembrar o uniforme usado pelos judeus nos campos de concentração nazistas. A varejista espanhola se desculpou pelo ocorrido, argumentando que a roupa era para ser, na verdade, uma referência ao Velho Oeste.

Batizada de "sheriff" (xerife), a blusa de mangas compridas trazia listras horizontais escuras e uma estrela amarela de seis pontas na altura do peito, no lado esquerdo. A associação com as vestes usadas pelas vítimas do Holocausto não é gratuita: além de o uniforme dos campos de concentração também ser listrado, os judeus eram obrigados a usarem um distintivo amarelo no formato da estrela de Davi.

"[A blusa] só ficou à venda por algumas horas, e apenas online, não chegou às lojas", disse uma porta-voz da Inditex, proprietária da Zara. "Foi retirada nesta manhã." De acordo com a porta-voz, a estrela amarela era uma referência aos distintivos dos xerifes, "que também têm seis pontas". "Mas obviamente estamos cientes da sensibilidade do tema, e é por isso que a recolhemos."

A empresa disse ter retirado o item horas depois de uma série de protestos nas redes sociais. A peça havia sido colocada à venda na internet em três países europeus, mas pôde ser vista no catálogo da coleção em vários outros. A porta-voz não disse quantas blusas chegaram a ser vendidas e nem se os clientes que a compraram vão recebê-la.

Em 2007, a Zara já havia sido criticada por vender uma bolsa bordada com uma suástica nazista. Na ocasião, e empresa alegou que o acessório havia sido adicionado ao catálogo sem seu conhecimento.

IP/ap/dpa/afp