Após conversa, Löw mantém Ballack como capitão da seleção | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 31.10.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Após conversa, Löw mantém Ballack como capitão da seleção

Meia Michael Ballack se diz arrependido de suas declarações e afirma que as decisões tomadas pelo técnico da seleção alemã, Joachim Löw, devem ser respeitadas por todos os jogadores.

default

Joachim Löw (e) e Michael Ballack: fim do conflito entre o técnico e o capitão

O técnico Joachim Löw decidiu manter o meia Michael Ballack no posto de capitão da seleção alemã de futebol após uma conversa "olho no olho" entre os dois na noite desta quinta-feira (30/10), em Frankfurt. A decisão de Löw só foi comunicada pela Federação Alemã de Futebol (DFB) nesta sexta-feira.

Segundo a DFB, o jogador do Chelsea pediu desculpas pelas suas críticas públicas ao técnico da seleção alemã. Em entrevista ao jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, Ballack havia dito que "respeito e lealdade é o mínimo que se pode esperar" do treinador nacional. Ballack viajou de Londres para Frankfurt apenas para conversar com Löw e retornou à capital britânica logo após a conversa.

"Foi importante termos essa conversa com toda a franqueza. Michael Ballack continua meu capitão. Mas também como capitão ele deve respeitar as regras. Ele sabe que pode, a qualquer momento, abordar as coisas internamente. Mas todas as decisões pessoais e esportivas são tomadas pela comissão técnica – e isso eu deixei bem claro para ele", declarou Löw.

Ballack, que viajou com o consentimento do Chelsea, se declarou arrependido de suas declarações. "Reconheço que não foi correto me manifestar publicamente e lamento que tenha ficado a impressão de que eu quisesse criticar Joachim Löw na posição de técnico nacional. Pedi desculpas a ele por isso", afirmou o capitão, segundo a nota da DFB.

"Ele é o técnico e toma as decisões, e estas todos nós temos de aceitar", afirmou. Ballack disse não ter dúvidas de que os objetivos da equipe serão alcançados num bom ambiente de trabalho.

A decisão de Löw encerra as especulações na imprensa alemã sobre uma possível perda do posto de capitão por Ballack. Miroslav Klose, Philipp Lahm e Bastian Schweinsteiger eram alguns dos jogadores cotados para o posto.

Leia mais