1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Após atentado a jornal, instituições muçulmanas sofrem ataques na França

Na noite e na manhã após a ofensiva de homens armados contra o semanário satírico "Charlie Hebdo", mesquita, sala de oração e lanchonete de kebab são alvo de tiros e bombas. Policial morre em ataque.

default

A fachada danificada de uma mesquita em Le Mans

Após o atentado ao semanário satírico Charlie Hebdo, em Paris, uma série de ataques contra instituições muçulmanas foi registrada na França. Uma mesquita em Mans, no noroeste do país, e uma sala de oração muçulmana em Port-la-Nouvelle, no sul, foram alvos de granadas e tiros durante a noite, informaram as autoridades locais nesta quinta-feira (08/01). Ninguém ficou ferido.

Pela manhã houve também uma explosão proposital diante de uma lanchonete de kebab próxima a uma mesquita em Villefranche-sur-Saône, no leste da França, segundo a polícia. O incidente também não deixou feridos.

Além disso, uma policial morreu depois de ficar gravemente ferida ao ser atacada num subúrbio ao sul de Paris, disseram autoridades nesta quinta-feira. Ao menos um homem armado atirou na policial, fugindo em seguida.

No ataque desta quarta-feira à redação do Charlie Hebdo, famoso por satirizar o islã, 12 pessoas foram mortas. A polícia busca agora pelos suspeitos, identificados como os irmãos parisienses Cherif e Said Kouachi. Outro suspeito de cumplicidade no atentado, o jovem de 18 anos Hamyd Mourad, se entregou à polícia.

LPF/afp

Leia mais