1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Aos 90 anos, inventor dos pênaltis critica péssimas cobranças

O ex-árbitro alemão Karl Wald não poupou palavras para lamentar o pífio desempenho de seleções no momento mais decisivo de partidas.

default

Goleiro alemão defendeu dois pênaltis contra Argentina

O homem que introduziu a cobrança de pênaltis no futebol não poupou palavras para as seleções da Suíça e da Inglaterra pelo fracasso nas cobranças. Do alto de seus 90 anos de idade, o ex-árbitro alemão Karl Wald foi direto: "Eles (as seleções) são completos perdedores. Até mesmo um time de futebol de colégio acertaria chutes melhores que os dos suíços", disse.

"Foi uma decepção algo como isso ocorrer, até mesmo para mim". Wald referia-se à derrota para a Ucrânia, nas oitavas-de-final.

O alemão pegou menos pesado com os ingleses, que deixaram de garantir vaga na semifinal nas cobranças de pênaltis contra Portugal. "Eu não entendi aquilo, eles estavam nervosos?", perguntou.

A cobrança de penalidade, momento tenso de uma partida de futebol no qual cinco jogadores de cada time chutam a gol para determinar quem é o vencedor após empate também na prorrogação, têm tido um papel importante nesta Copa do Mundo.

Na sexta-feira (30/06), o compatriota de Wald, o goleiro alemão Jens Lehmann, deu motivos de orgulho ao ex-árbitro, defendendo duas cobranças argentinas.

Wald implementou a idéia de pênaltis em 1970 e as cobranças foram usadas pela primeira vez durante a antiga Copa Watney, no mesmo ano. Antes disso, o desempate era decidido no cara ou coroa, ou alguma outra forma semelhante. Até hoje, o único campeão do mundo saído dos pênaltis foi o Brasil, na conquista do tetracampeonato em 1994, nos Estados Unidos. "Eu fico feliz que nós contamos com os pênaltis hoje, claro. Todo mundo fica entusiasmado e ninguém é contra", disse Wald. "A maneira como é feito hoje em dia é exatamente como eu imaginei", conclui.

Leia mais