1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eleições 2014

+ Ao vivo: segundo turno da eleição presidencial de 2014 +

Com 99,98% das urnas apuradas, Dilma Rousseff tem 51,64% dos votos válidos e Aécio Neves tem 48,36%. Presidente está reeleita para mais quatro anos de mandato.

A eleição presidencial de 2014 chega ao fim. Na disputa mais acirrada desde a redemocratização brasileira, a presidente Dilma Rousseff é reeleita para mais quatro anos de mandato e, assim, o PT deverá ficar 16 anos consecutivos no comando do governo federal.

Após a vitória apertada – Dilma obteve 51% contra 48% de Aécio Neves –, Dilma pediu união aos brasileiros e disse que o país não está dividido. Ela afirmou, ainda, que está aberta ao diálogo e que vai abrir um canal com todos os setores da sociedade brasileira.

Ela promete fazer grandes mudanças, combater a corrupção e quer ser uma presidente melhor do que foi até o momento. "Esse sentimento de superação deve ser para transformar não só minha pessoa, mas toda a nação", completou a presidente reeleita.

Já o candidato derrotado, Aécio Neves, afirmou em seu discurso que ligou para a presidente reeleita e desejou sucesso na condução do próximo governo. "Ressaltei que a maior das prioridades deve ser unir o Brasil em torno de um projeto honrado", disse o candidato do PSDB.

22:02 - Dilma: "Hoje estou muito mais forte, mais serena e mais madura para a tarefa que vocês me delegaram. Brasil, mais uma vez, essa filha tua não fugirá da luta. Viva o Brasil! Viva o povo brasileiro!"

22:01 - A presidente Dilma afirmou, ainda, que quer "começar isso antes do meu próximo mandato. Mais que nunca, é hora de cada um e de todos nós de acreditarmos no Brasil". "O Brasil, esse nosso querido país, saiu maior dessa disputa e sei a responsabilidade que pesa sobre meus ombros".

22:00 - Dilma: "Vamos dar mais recursos à atividade econômica em todos os setores, em especial no setor industrial. Quero a parceria de todos os setores produtivos e financeiros nessa tarefa que é de responsabilidade de cada um de nós."

21:57 - Dilma: "Terei um compromisso rigoroso ao combate à corrupção e propomos mudanças na legislação atual para acabar com a impunidade"

21:56 - A presidente reeleita afirmou que quer "discutir igualmente com todos os movimentos sociais e todas as forças da sociedade civil". "Quando cito a reforma política, não significa que eu não saiba a importância das demais reformas que temos também que promover", disse.

21:55 - A presidente reeleita afirmou, ainda, que seuobjetivo "é deflagrar essa campanha no Congresso e deve ser reportada à sociedade por meio de uma consulta popular. Por meio de um plebiscito, vamos obter as garantias para essa reforma política".

21:54 - Dilma disse que: "A minha disposição mais profunda é de liderar da forma mais pacífica e democrática esse momento transformador. Todos os esforços para abrir um grande espaço de diálogo em todos os setores da sociedade. Dentre as reformas, a primeira e mais importante deve ser a reforma política".

21:50 - A presidente reeleita afirmou em seu discurso que "a palavra mais repetida foi mudança, o tema foi reforma. Sei que eu fui reconduzida para fazer as grandes mudanças. No que tiver ao alcance do meu poder, estarei pronta para cumprir essa convocação. Sei do poder que cada presidente tem de liderar as grandes causas e eu o farei".

21:48 - Dilma afirmou em seu pronunciamento que "quando uma reeleição se consuma, ela tem de ser entendida como um voto de esperança dado pelo povo na melhoria do governo". "Prometo ser uma presidenta muito melhor do que foi agora. Quero ser uma pessoa ainda melhor do que eu tenho me esforçado ser. Esse sentimento de superação deve ser para transformar não só minha pessoa, mas toda a nação", frisou a presidente reeleita.

21:46 - Dilma disse no discurso da vitória que está aberta ao diálogo. "Esta presidenta aqui está disposta ao diálogo. E é este o compromisso do meu segundo mandato: o diálogo", citou a candidata.

21:43 - No discurso, Dilma afirmou, ainda, que "o calor liberado na disputa deve ser transformado em energia construtiva de um novo momento do Brasil". Para ela, com a força desse sentimento mobilizador, é possível encontrar pontos em comum e uma primeira base de entendimento para fazer nosso país avançar. "Algumas vezes na história resultados apertados produziram reformas mais rápidas que vitórias muito amplas. Essa é a minha esperança, não, a minha certeza do que vai acontecer no Brasil daqui pra frente", afirmou Dilma.

21:40 - Dilma, no discurso da vitória: "Chegamos ao final de uma disputa eleitoral que mobilizou intensamente todas as forças do nosso país. Como vencedora, eu tenho simultaneamente palavras de agradecimento e de conclamação", disse Dilma. Ela afirma que não acredita que as eleições deste ano dividiram o país, mas que mostraram que a população está "movida por um sentimento em comum: a busca por um futuro melhor para o país".

21:35 - Dima Rousseff começa o discurso da vitória, pede a união de todos os brasileiros e diz que está aberta ao diálogo. Ela agradece a Lula, Michel Temer e aos partidos políticos que sustentaram a aliança e que garantiram a vitória. "Agradeço a cada um e a cada uma dos integrantes dessa militância combativa e agradeço, sem exceção, a todos os brasileiros", disse a presidente reeleita.

21:21 - A presidente Dilma Rousseff deixa o Palácio da Alvorada e se dirige a um hotel em Brasília para fazer o seu primeiro discurso como presidente reeleita do Brasil.

21:20 - Com 99,66% das urnas apuradas, Dilma Rousseff tem 51,60% dos votos válidos e Aécio Neves tem 48,40%.

21:16 - Aécio Neves faz pronunciamento em Belo Horizonte após a derrota para Dilma Rousseff. Ele fez um "agradecimento especial aos mais de 50 milhões de brasileiros que apontaram o caminho da mudança"​ e que o "permitiram voltar a sonhar com a construção de um novo projeto"​. Ele disse que ligou para a presidente reeleita e desejou sucesso na condução de seu próximo governo. "Ressaltei que a maior das prioridades deve ser unir o Brasil em torno de um projeto honrado". Ele disse, também, que está "eternamente grato a todos por dar início a um novo projeto".

21:14 - Dos 13 estados e Distrito Federal onde houve segundo turno, o Acre ainda não definiu seu governador. No Amapá foi eleito Waldez (PT); no Amazonas, José Melo (Pros); Ceará, Camilo (PT); Distrito Federal, Rollemberg (PSB); Goiás, Marconi Perillo (PSDB); Mato Grosso, Reinaldo Azambuja (PSDB); Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB); Pará, Simão Jatene (PSDB); Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD); Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB); Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB); Rondônia, Confúcio Moura (PMDB) e Roraima, Suely Campos (PP).

21:05 - O ministro do TSE, Dias Toffoli, anuncia oficialmente o resultado das eleições.

21:02 - Parte dos atuais ministros de Dilma aguarda a presidente reeleita num hotel em Brasília onde ela realizará o discurso da vitória.

21:01 - Com 99,24% das urnas apuradas, Dilma Rousseff tem 51,57% dos votos válidos e Aécio Neves tem 48,43%.

21:00 - O TSE informou também que, até as 18h15 (horário de Brasília), 3.238 urnas foram substituídas no país, o que representa 0,75% do total de 428.894 urnas. A maior parte das trocas foi realizada no Rio de Janeiro (417), seguido por São Paulo (366) e Rio Grande do Sul (289).

20:55 - Aécio Neves deixa prédio em Belo Horizonte e para fazer em breve um pronunciamento após a derrota para Dilma Rousseff.

20:53 - O TSE informou que registrou 601 ocorrências sem prisão durante as eleições no país até as 18h15 (de Brasília). Foram 101 casos no Rio de Janeiro, 81 no Rio Grande do Norte e 73 no Ceará. Do total, 255 ocorrências foram relacionadas com a divulgação de propaganda, 138 por boca de urna, 28 por transporte ilegal de eleitores, nove por compra de votos, sete por uso de alto-falantes e amplificadores e 162 por outros motivos.

20:50 - Suely Campos (PP) é eleita em Roraima. Ela derrotou Chico Rodrigues (PSB) com 93,56% das urnas apuradas.

20:48 - José Melo (PROS) é eleito no Amazonas. Ele derrotou Eduardo Braga (PMDB) com 96,15% das urnas apuradas.

20:42 - Simão Jatene (PSDB) é reeleito no Pará. Ele derrotou Helder Barbalho (PMDB), com 98,75% das urnas apuradas.

20:30 - Dilma é reeleita presidente da República. Com 98,13% das urnas apuradas, Dilma Rousseff tem 51,45% dos votos válidos e Aécio Neves tem 48,55%.

20:26 - Com 97,71% das urnas apuradas, Dilma Rousseff tem 51,38% dos votos válidos e Aécio Neves tem 48,62%.

20:24 - Com 97,30% das urnas apuradas, Dilma Rousseff tem 51,32% dos votos válidos e Aécio Neves tem 48,68%.

20:15 - Com 96,48% das urnas apuradas, Dilma Rousseff tem 51,18% dos votos válidos e Aécio Neves tem 48,82%.

20:11 - Em Rondônia, Confúcio Moura (PMDB) foi eleito com 53,35% dos votos válidos. Ele derrotou Expedito Júnior (PSDB).

20:03 - Na primeira prévia dos votos para presidente, a disputa está acirrada. Dilma Rousseff aparece com 51,09% dos votos e Aécio Neves com 48,91% dos votos.

20:00 - A votação no Acre se encerra e o resultado para presidente será divulgado em instantes. O presidente do TSE, Dias Toffoli, chegou ao Centro de Divulgação das Eleições por volta das 19h50, para acompanhar a primeira totalização dos votos para presidente.

19:44 - Com 73,16% dos votos apurados em Rondônia, Confúcio Moura (PMDB) lidera com 53,44% dos votos válidos. Expedito Júnior (PSDB) tem 46,56% dos votos.

19:37 - No Rio Grande do Norte, com 94,37% dos votos apurados, Robinson Faria (PSD) derrotou Henrique Alves (PMDB).

19:31 - Na Paraíba, com 97,39% das urnas apuradas, Ricardo Coutinho (PSB) está eleito, com 52,63% dos votos válidos. Ele derrotou Cássio Cunha Lima (PSDB).

19:29 - O tucano Aécio Neves deixou seu prédio acompanhado pela mulher, Letícia, em Belo Horizonte, e se dirigiu para a casa da irmã, Andrea, para acompanhar a apuração das urnas. Ele afirmou que está "tranquilo".

19:26 - Com 4,58% das urnas apuradas em Roraima, Chico Rodrigues (PSB) lidera com 52,14% dos votos válidos. Suely Campos (PP) tem 47,86% dos votos.

19:21 - Com 79,48% das urnas apuradas, Robinson Faria (PSD) lidara a votação no Rio Grande do Norte com 54,09% dos votos válidos. Já Henrique Alves (PMDB) tem 45,91% dos votos.

19:18 - As apurações estão bem adiantadas e apertadas em Ceará, Paraíba e Pará. No Ceará, com 54,05% das urnas apuradas, Camilo (PT) lidera com 52,30% e Eunício (PMDB) tem 47,70%. Na Paraíba, com 85,23% das urnas apuradas, Ricardo Coutinho (PSB) lidera com 52,48% e Cássio Cunha Lima (PSDB) tem 47,52%. No Pará, com 74,04% das urnas apuradas, Simão Jatene (PSDB) lidera com 53,23% dos votos e Hélder Barbalho (PMDB) tem

19:04 - Até o momento, dos 13 estados e Distrito Federal, já são conhecidos os governadores eleitos em 6 estados: Waldez (PDT) no Amapá, Rollemberg (PSB) no Distrito Federal, Marconi Perillo (PSDB) no Goiás, Reinaldo Azambuja (PSDB) no Mato Grosso do Sul, José Ivo Sartori (PMDB) no Rio Grande do Sul e Luiz Fernando Pezão (PMDB) no Rio de Janeiro.

19:03 - Com 89% das urnas apuradas, Waldez (PDT) está eleito no Amapá com 60,80% dos votos válidos. Ele derrotou Camilo Capiberibe (PSB).

19:00 - As urnas são fechadas neste momento em Amazonas, Roraima e Rondônia, que estão a duas horas de diferença do fuso horário oficial por causa do horário de verão. Ainda há votação no Acre.

18:54 - Com 70,92% dos votos apurados no Amapá, Waldez (PDT) lidera com 60,80% dos votos válidos. Camilo Capiberipe (PSB) tem 39,20% dos votos.

18:50 - O ex-presidente Lula viaja neste momento para Brasília. Ele vai se encontrar com Dilma Rousseff, que após a divulgação do resultado vai fazer um pronunciamento num hotel da capital e, ainda, um discurso em um trio elétrico.

18:48 - Reinaldo Azambuja (PSDB) está eleito no Mato Grosso do Sul. Com 94,34% dos votos apurados, o pessedebista derrotou Delcídio do Amaral (PT).

18:45 - Dos 13 estados e Distrito Federal com segundo turno, já são quatro governadores eleitos no segundo turno: Rollemberg (PSB) no Distrito Federal, Marconi Perillo (PSDB) em Goiás, José Ivo Sartori (PMDB) no Rio Grande do Sul e Luiz Fernando Pezão (PMDB) no Rio de Janeiro.

18:43 - Luiz Fernando Pezão (PMDB) foi reeleito no Rio de Janeiro. Com 94% das urnas apuradas, ele derrotou Marcelo Crivella (PRB) com 56,07% dos votos.

18:40 - Com 31,32% dos votos apurados no Pará, Simão Jatene (PSDB) lidera com 53,78% dos votos válidos. Hélder Barbalho (PMDB) tem 46,22% dos votos.

18:38 - Com 21,38% das urnas apuradas na Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) lidera com 53,63% dos votos válidos. Já Cássio Cunha Lima (PSDB) tem 46,37% dos votos.

18:34 - Até agora, os seguintes governadores foram eleitos neste segundo turno: Rollemberg (PSB) no Distrito Federal, Marconi Perillo (PSDB) em Goiás e José Ivo Sartori (PMDB) no Rio Grande do Sul.

18:30 - Com cerca de 68% das urnas apuradas no Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) lidera com 55,17% dos votos válidos. Já Delcídio (PT) tem 44,83% dos votos.

18:26 - Com 21% das urnas apuradas no Amapá, Waldez (PDT) lidera com 60,73% dos votos válidos e Camilo Capiberibe (PSB) tem 39,27%.

18:17 - O governador Marconi Perillo (PSDB) é reeleito em Goiás. Com 82,04% dos votos, ele tem 57,88% dos votos válidos, contra 42,12% de Iris Rezende (PMDB).

18:14 - José Ivo Sartori (PMDB) está matematicamente eleito para o governo do Rio Grande do Sul. Com 70,45% dos votos apurados, ele lidera com 61,39%. Já o atual governador Tarso Genro, que tentava reeleição, tem 38,61% dos votos válidos.

18:10 - Com 64,54% das urnas apuradas no Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB) lidera com 57,23%. Marcelo Crivella (PRB) tem 42,77%.

18:07 - Pesquisa de boca de urna no Rio Grande do Norte e realizada pelo Ibope mostra disputa acirrada no estado. Robinson Faria (PSD) tem 53% dos votos válidos e Henrique Alves (PMDB) tem 47%. A sondagem foi encomendada pela Inter TV Cabugi e foram entrevistados 4 mil eleitores. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

18:04 - Em pesquisa boca de urna no Ceará feita pelo Ibope, os dois candidatos estão em empatados tecnicamente. Camilo (PT) tem 52% dos votos válidos e Eunício (PMDB) tem 48%. A sondagem foi encomendada pela TV Verdes Mares e realizada com 4 mil eleitores. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

18:00 - A votação se encerra agora nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Amapá, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará e Tocantins. Ainda há votação no Amazonas, Roraima, Rondônia e Acre.

17:54 - Com 53,43% das urnas apuradas no Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB) lidera com 61,64% dos votos válidos. Já Tarso Genro (PT) está com 38,36% dos votos.

17:45 - Com 96% das urnas apuradas, Rodrigo Rollemberg (PSB) é o novo governador do Distrito Federal. Ele derrotou Jofran Frejat (PR) e é o primeiro governador eleito neste domingo.

17:32 - Com 14,15% das urnas apuradas no Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB) lidera com 64,62% dos votos válidos. Tarso Genro (PT) tem 36,27% dos votos apurados até o momento.

17:29 - Com 9,17% das urnas apuradas em Goiás, o atual governador Marconi Perillo (PSDB) lidera com 59,88% dos votos válidos. Íris Rezende (PMDB) tem 42,12% dos votos válidos apurados até o momento.

17:26 - Com 63,72% das urnas apuradas no Distrito Federal, Rollemberg (PSB) lidera com 54,22% dos votos válidos. Jofran Frejat (PR) tem 45,78% dos votos.

17:21 - Em levantamento, o TSE disse que 515 ocorrências sem prisão foram realizadas até as 16h25 deste domingo, sendo 80 no Rio de Janeiro, 79 no Rio Grande do Norte e 63 em Minas Gerais. Grande parte das ocorrências estão relacionadas com a divulgação de propaganda (218), boca de urna (116), transporte ilegal de eleitores (21), compra de votos (12), uso de alto-falantes e amplificadores (04) e outros motivos (143).

17:19 - O TSE afirmou que 2.823 urnas eletrônicas foram substituídas em todo o país, o que representa 0,65% do total de 428.894 urnas. A maior parte das substituições foi realizada no Rio de Janeiro (387), seguido por São Paulo (335) e pelo Rio Grande do Sul (257).

17:15 - Pesquisa de boca de urna realizada no Rio Grande do Sul pelo Ibope afirma que José Ivo Sartori (PMDB) recebeu 58% dos votos válidos. Já Tarso Genro (PT) obteve 42%. A sondagem foi encomendada pelo Grupo RBS e foram entrevistados 5 mil eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

17:08 - Pesquisa de boca de urna realizada no Distrito Federal pelo Ibope diz que Rollemberg (PSB) deve ser eleito governador com 54% dos votos válidos. Já Jofran Frejat (PR), teria recebido 46% dos votos no segundo turno. Foram entrevistados 4 mil eleitores e a pesquisa foi encomendada pela TV Globo.

17:05 - Pesquisa de boca de urna realizada no Rio de Janeiro pelo Ibope mostra que o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) deve ser reeleito neste domingo com 57% dos votos. Por sua vez, o senador Marcelo Crivella (PRB) teria recebido 43% dos votos válidos. A sondagem foi encomendada pela TV Globo e foram entrevistados 5 mil eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

17:00 - Urnas são fechadas em algumas partes do Brasil. A apuração dos votos começa agora em Brasília e nos estados onde o horário de verão foi adotado (ES, GO, PR, RJ, RS, SC e SP). Às 18 horas vão ser contados os votos dos estados com fuso horário equivalente ao de Brasília, mas que não adotaram o horário de verão (AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN, SE, MT, MS, PA e TO). O TSE pretende divulgar o nome do presidente da República a partir das 20 horas, quando a votação ser encerrada no extremo oeste do Amazonas e no estado do Acre.

16:54 - Em Londres, Aécio Neves ganhou com 75,5% dos votos válidos. Já a presidente Dilma obteve 24,5%. Ao todo, foram 5.850 votos válidos dos 16.926 eleitores autorizados a votar no Reino Unido.

16:28 - Renata Campos, viúva do ex-candidato Eduardo Campos, e os três filhos mais velhos do casal votaram agora há pouco numa faculdade localizada na Zona Norte de Recife. Todos usavam camisas com fotos de Eduardo, que morreu num trágico acidente aéreo em 13 de agosto.

16:22 - Em 61 países a votação para presidente da República já foi encerrada até as 15 horas (horário de Brasília), segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As votações tiveram início no sábado às 17 horas e serão finalizadas neste domingo às 22 horas, também horário da capital federal. Canadá e EUA são os últimos países a fecharem as urnas, sendo que a canadense Vancouver e as americanas Los Angeles e São Francisco serão as últimas cidades a receberem votos de brasileiros.

16:11 - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o governo terá que fazer ajustes na economia a partir de 2015, repetindo as mudanças realizadas no início de 2011. Após votar em São Paulo, ele afirmou: "Vamos ter que fazer o resultado ficar um pouco maior em 2015. Se a trajetória da inflação permanecer controlada, a política monetária será mais flexível".

16:06 - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, classificou como "deplorável" e "inaceitável" os boatos de que o doleiro Alberto Yousseff, envolvido no esquema de corrupção da Petrobras, havia sido envenenado na prisão.

16:00 - Eleitores da maior parte do Brasil têm mais uma hora para comparecer às urnas.

15:56 - Aécio Neves ganhou a eleição entre os eleitores brasileiros que moram na França. De acordo com a Rádio França Internacional (RFI), o tucano recebeu 54,8% dos votos válidos. Já a presidente Dilma obteve 39,1% dos votos e levou o PT a sua primeira derrota no país desde 2002. Lula e Dilma haviam vencido com folga em 2002, 2006 e 2010. A abstenção no segundo turno (64%) foi tão alta como no primeiro turno (62%). Na França estão registrados cerca de 8 mil eleitores.

15:50 - Em entrevista coletiva após votar em Belo Horizonte, Aécio Neves afirmou que a sua primeira missão, caso vença as eleições, será de unificar o país. Ele classificou de "terrorismo" as acusações feitas por adversários.

15:43 - Com 733 votos, Aécio Neves ganhou a eleição em Berlim, que é uma das três jurisdições eleitorais da Alemanha, juntamente com Frankfurt e Munique. A presidente Dilma, por sua vez, obteve 571 votos. No segundo turno, a abstenção de eleitores que votam na capital alemã foi maior do que no primeiro turno. Em 05/10, 1.434 eleitores brasileiros votaram em Berlim. Hoje, foram exatamente 1.400 votantes, afirmou o chefe do setor consular da embaixada, Fernando Onofre.

15:28 - Após votar em Porto Alegre, a presidente Dilma Rousseff chegou por volta de 12h30 em Brasília, onde vai acompanhar o fim das eleições ao lado de sua família. Por volta das 20 horas, após a divulgação oficial do resultado, a presidente deve realizar um pronunciamento num hotel da capital.

5:19 - No balanço divulgado até as 14h24, o TSE também informou que 2.231 urnas eletrônicas foram substituídas no país, o que representa 0,51% do total de 428.894 urnas. A maior parte das trocas foi realizada no Rio de Janeiro (340), seguido por São Paulo (274) e pelo Rio Grande do Sul (204).

15:17 - Até as 14h24, segundo o TSE, 147 pessoas foram presas em todo o Brasil por cometer crimes eleitorais como boca de urna, divulgação de propaganda e transporte ilegal de eleitores. Desse total, a maior parte foi presa no Rio de Janeiro (25 prisões), Rio Grande do Norte (21) e Minas Gerais (20).

15:07 - Aécio Neves venceu a eleição entre os eleitores brasileiros que moram na Suíça. O tucano recebeu 1.429 votos, o equivalente a 71,4% do total. A presidente Dilma obteve 572 votos.

15:00 - Faltam duas horas para a votação ser encerrada na maior parte do território nacional.

14:55 - Em Sorocaba, São Paulo, um eleitor foi impedido de votar por estar com sua cobra de estimação enrolada ao pescoço.

14:39 - "As falhas de biometria no primeiro turno eram pontuais, as dificuldades foram superadas", afirmou o presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, ao comentar que até agora não houve problemas com identificação biométrica neste segundo turno.

14:35 - Homens do Exército estão vistoriando eleitores e inspecionando objetos de quem chega aos colégios eleitorais do Amazonas para votar. O objetivo é evitar que se repita neste segundo turno o que aconteceu no primeiro, quando uma escola foi evacuada por suspeita de bomba.

14:30 - Em Formosa, Goiás, uma urna eletrônica precisou ser trocada porque um eleitor colou uma tecla, impedindo que ela fosse usada pelos eleitores da seção. A urna foi trocada. O eleitor está sendo procurado pela Polícia Federal e responderá por crime eleitoral.

14:27 - A deputada federal eleita Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do delator do mensalão Roberto Jefferson, foi detida no Rio de Janeiro por boca de urna. Ela, um fotógrafo, duas amigas dela e um conhecido das amigas são acusados de estarem fazendo campanha boca de urna para Aécio Neves.

14:09 - Segundo o TRE-MG, em Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte, uma escola foi arrombada e teve as tomadas arrancadas da parede. As urnas eletrônicas estão funcionando por meio de baterias, cuja capacidade de duração é de 10 horas.

13:58 - A Justiça Eleitoral registrou até agora 293 ocorrências envolvendo crimes eleitorais, sendo 66 prisões. O estado do Rio de Janeiro apresentou o maior número de ocorrências, 62 registros, dos quais 13 foram prisões. Não houve prisão de candidatos.

13:47 - Em meio a boatos que circulam pelas redes sociais neste domingo sobre a morte do doleiro Alberto Yousseff, já desmentida pela Polícia Federal, o presidente do TSE, ministro Dias Toffoli declarou há pouco que eles não têm relação com a eleição e não cabe à Justiça Eleitoral tomar medidas contra boatos. "Se eventualmente alguma candidatura se sentir prejudicada por boatos, cabe ao interessado provocar a Justiça Eleitoral".

13:41 - Em Porteirinha, norte de Minas Gerais, um homem de 42 anos ateou fogo em uma urna eletrônica. Ele teria entrado na seção eleitoral onde vota com uma garrafa de refrigerante na mão com gasolina dentro. O homem foi preso.

13:38 - Houve substituição até agora de 425 urnas biométricas 0,58% do total.

13:34 - Até 12h34, 1.733 urnas foram substituídas no país, 0,4% do total de 420 mil disponibilizadas para votação. A maior parte das substituições (265) foi no estado do Rio de Janeiro, seguido por São Paulo (239) e Rio Grande do Sul (151). Até o mesmo horário, não havia seções usando urnas manuais. Informações do TSE.

13:27 - O TSE informa que, imediatamente após o término da votação, a urna eletrônica imprimirá o chamado Boletim de Urna (BU) e os eleitores já poderão conferir o resultado da eleição da respectiva seção.

13:09 - Até as 12h30, as eleições em 29 países, dos 135 onde há votação – além de Hong Kong, região administrativa daChina – já haviam sido encerradas. A votação no exterior começou às 17h, horário de Brasília, do sábado na Nova Zelândia. Os últimos a votar serão os eleitores que residem em São Francisco, nos Estados Unidos.

12:58 - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso votou pela manhã em Higienópolis, região central de São Paulo. Ele alfinetou seu sucessor na presidência. "Eles tinham um slogan que dizia 'paz e amor'. Agora o dono deste slogan está vendendo ódio", declarou FHC à imprensa.

12:53 - Ao votar mais mais cedo neste domingo, em São Bernardo do Campo, o ex-presidente Lula disse estar "tranquilo" com relação às acusações feitas pelo doleiro Alberto Yousseff contra ele e a presidente Dilma. Nesta madrugada de sábado para domingo, a revista Veja publicou em sua edição online um direito de resposta concedido pela Justiça à Dilma Rousseff. No fim de semana, a revista publicou uma matéria de capa dizendo que Lula e Dilma sabiam do desvio de recursos da Petrobras.

12:34 - Em suas últimas declarações antes do anúncio oficial do resultado das eleições, Dilma Rousseff e Aécio Neves criticaram o "nível" da campanha. O tucano reclamou do que chamou de "terrorismo do PT". Já a petista lamentou as "formas de tratamento" indevidas nos últimos meses.

12:26 - Marina Silva, candidata à presidência derrotada no primeiro turno, votou na manhã deste domingo no Acre.

12:22 - Um homem foi morto na manhã deste domingo dentro de um local de votação em Mossoró, Rio Grande do Norte. Segundo o TRE-RN, o local já estava aberto à votação, mas a motivação do crime não foi eleitoral.

12:19 - De acordo com o TSE, até às 11h deste domingo 154 eleitores cometeram algum tipo de crime eleitoral no país, 28 foram presos. A divulgação de propaganda irregular foi o crime mais cometido, com 74 registros – a maioria no estado do Rio de Janeiro, com 32 ocorrências.

12:11 - Das mais de 420 mil urnas instaladas em todo o país, 1.151 (0,27%) precisaram ser substituídas até às 11h06 deste domingo, informa o TSE. Em comparação ao primeiro boletim, o Rio de Janeiro permanece como o Estado com mais urnas trocadas, com 221 substituições. Em seguida, estão São Paulo, com 188 trocas, e Rio Grande do Sul, com 111.

11:49 - Aécio Neves, em entrevista coletiva concedida logo após votar: "Eu já me considero vitorioso. Fico honrado de chegar aqui da forma que cheguei, apresentando valores".

11:32 - O presidente nacional do PT, Rui Falcão, declarou neste domingo à imprensa ter "certeza" que o ex-presidente Lula se colocará à disposição do partido quando for aberto o processo de escolha para a próxima candidatura à presidência.

11:28 - O TRE de Roraima estima que 17 mil indígenas devem comparecer às urnas neste domingo em todo o estado. O número representa quase 6% do eleitorado roraimense.

11:22 - Dilma Rousseff mais cedo, pelo Twitter: "Essa campanha foi diferente, foi cheia de mudanças. Tivemos infelizmente uma morte durante a campanha. Foi uma campanha também com alguns momentos lamentáveis, como formas de tratamento indevidas".

11:18 - O estado do Rio de Janeiro registrou 49 prisões nas primeiras duas horas de votação por suspeita de crime eleitoral, a maioria por boca de urna.Foram 35 detenções na Região Metropolitana e 24 nas demais regiões.

11:12 - Aécio Neves venceu a eleição entre os brasileiros que votaram na China. O tucano teve 218 votos, contra 63 para Dilma Rousseff. As urnas no país fecharam às 7h, antes mesmo de a votação começar em território brasileiro.

11:08 - O TRE-RJ informou que 146 urnas foram substituídas no Rio de Janeiro até agora, das 38.298 instaladas em todo o estado.

11:03 - Intenso patrulhamento de tanques blindados e veículos militares neste domingo no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Eles vigiam as 15 escolas que funcionam como seções eleitorais. As mais de dez comunidades do complexo convivem há sete meses com as Forças de Pacificação – militares do Exército e fuzileiros navais.

10:46 - O candidato do PSDB, Aécio Neves, acaba de votar em Belo Horizonte. Acompanhado da esposa, o tucano votou no Colégio Estadual Central, mesmo escola onde, em 1964, Dilma Rousseff ingressou para cursar todo o Ensino Médio.

10:41 - Os candidatos a vice de Dilma Rousseff e de Aécio Neves já votaram nesta manhã. Aloysio Nunes (PSDB), candidato a vice de Aécio, votou em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. O atual vice-presidente e candidato à reeleição, Michel Temer (PMDB), votou na capital.

10:34 - Segundo o TRE, nas primeiras duas horas de votação 119 urnas eletrônicas foram substituídas no estado de São Paulo, de um total de 90.026. Na capital paulista foram 37 substituições, de 24.529 urnas ao todo. No interior, foram 82 trocas, de 65.497.

10:23 - Por causa do horário de verão, que começou no último domingo (19/10), os primeiros resultados para presidente nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste só começarão a ser divulgados a partir das 20h, horário de Brasília. Os números só podem ser conhecidos depois que todos os estados finalizarem a votação. Lembrando que o Acre está duas horas atrás do horário de Brasília e não entrou no horário de verão.

10:10 - Segundo a Justiça Eleitoral quem não votou no primeiro turno, pode e deve votar no segundo turno. Quem não justificou a ausência nas urnas no primeiro turno deve fazer isso até o dia 4 de dezembro. O prazo para quem não votar, nem justificar a ausência neste segundo turno termina no dia 26 de dezembro.

10:01 - De acordo com o primeiro balanço divulgado pelo TSE, 56 urnas foram substituídas até o momento, ou seja, 0,01% das 420 mil urnas instaladas em todo o país. O estado onde mais ocorreu substituições foi o Rio de Janeiro, que trocou 16 urnas. Em segundo, está São Paulo, com 10 substituições, e em terceiro o Paraná, com 9 urnas substituídas.

09:48 - A Justiça eleitoral lembra que fazer selfie na hora de votar é crime. Eleitor em Belo Horizonte precisou apagar foto para não ser preso.

09: 39 - O TSE recebe, neste domingo, 101 diplomatas de 72 países e da União Europeia. Eles assistirão a palestras sobre o processo eleitoral brasileiro e acompanharão a totalização dos votos para presidente. Delegações da Argentina e do Irã também irão acompanhar a votação em uma escola de Brasília.

09:31 - Até as 9h, segundo o TRE-RJ, das 38 mil urnas no estado do Rio de Janeiro, 47 precisaram ser substituídas em todo o estado do Rio. Duas delas, são urnas biométricas.

09:23 - O TSE autorizou o envio de força federal para 230 cidades brasileiras, a fim de garantir tranquilidade durante a votação. Entre os 12 estados com mais municípios que receberão reforço estão Pará (57), Rio Grande do Norte (47), Piauí (39) e Amazonas (33).

09:15 - O candidato do PSDB, Aécio Neves, é esperado para votar em Belo Horizonte por volta das 10h.

09:12 - Mais tarde, Dilma Rousseff seguirá para Brasília, de onde acompanhará a apuração das eleições.

08:57 - Acompanhada do candidato à reeleição no Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), a presidente Dilma Rousseff vota em Porto Alegre. Sorridente, ela tomou chimarrão e posou para fotos.

08:47 - Em declaração à imprensa na manhã deste domingo, a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT), que está em Porto Alegre, disse: "Tenho certeza que o Brasil é e continuará sendo uma das maiores nações democráticas deste planeta. Foi uma campanha extremamente diferente, cheia de momentos de mudança".

08:41 - Mais de 21 milhões de eleitores deverão votar pelo sistema biométrico, o equivalente a 15,18% do eleitorado nacional, em 764 cidades.

08:28 - O maior eleitorado no exterior está nos Estados Unidos 112,2 mil), seguido do Japão (30,6 mil) e de Portugal (30,4 mil). Em países onde há menos de 30 eleitores não haverá votação.

08:26 - Do eleitorado total, vivem fora do Brasil e estão aptos a votar para presidente 354 mil brasileiros, que moram em uma das 135 cidades espalhadas por 89 países mundo afora.

08:20 - Os governadores dos seguintes estados serão escolhidos pelos eleitores: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia e Roraima, além do Distrito Federal.

08:12 - Com três horas a menos do horário de Brasília – duas pelo fuso, e uma por causa do horário de verão – o Acre será o último estado brasileiro a encerrar a votação neste domingo.

08:09 - Eleitores que moram na Austrália, Nova Zelândia e Japão foram os primeiros a ir às urnas, ainda na noite de sábado, pelo horário de Brasília.

08:00 - Bom dia! A DW Brasil começa neste momento sua cobertura ao vivo da votação neste segundo turno das eleições 2014.