1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Andreas Dorau: dois do mesmo tipo

Bayern de Munique: só faltava cantar – Selo berlinense compila pérolas do pós-punk paulista – Kraftwerk lança primeiro álbum ao vivo em 35 anos – Christina Stürmer: Avril Lavigne dos Alpes – A dupla vida de Andreas Dorau

default

Andreas e Dorau seguiram caminhos opostos

Futebol e cantar, por que não evitar?

Quem leu a coluna de maio certamente não se esqueceu do perigo alertado pela revista Spex envolvendo a escolha da música tema da Copa de 2006. O Bayern de Munique acabou de dar um exemplo do risco que correm os fãs da boa música. Tudo bem que a equipe foi campeã da Bundesliga e da Copa da Alemanha com apenas uma semana de intervalo. Mas agora o time lançou um CD para comemorar a inauguração do novo estádio de Munique.

A maioria das músicas é interpretada pelo "Bayern Fans United" (medo!), mas até o velho Franz Beckenbauer arriscou cantar. O disco acompanha um DVD com imagens do novo estádio. Detalhe: o disco é cortado na forma do estádio. Mantenha distância!

São Paulo Calling

Uma pequena gravadora de Berlim andou em busca de pérolas no fundo do mar – do nosso mar, diga-se de passagem. E encontrou.

CD Cover Nao Wave

Capa do CD 'Não Wave'

O selo Man Recordings lançou uma compilação de 14 faixas intitulada Não Wave, reunindo pérolas ;-) do pós-punk paulista de 1982 a 1988. A seleção foi feita por Andy Cumming, Miguel Barella e o jornalista Alex Antunes e inclui faixas de bandas como Fellini, Ira!, Mercenárias e Akira S. & As garotas que erraram.

Em um artigo intitulado São Paulo Calling, o site alemão Spiegel Online resenhou o CD. "Retrato de uma subcultura que vai além de clichés folclóricos", foi o veredito, cujas bandas são "heróis" de um movimento que o site recomenda redescobrir. Tudo muito bom, não fosse um detalhe. Acompanhe: "Quem, ao pensar em Brasil, só pensa em samba, bossa nova e Ricky Martin, agora vai aprender algo novo". Ricky Martin???

Kraftwerk: no mínimo, o máximo!

Kraftwerk Man Machine

Data histórica para fãs do Kraftwerk, este 6 de junho de 2005: os pioneiros da música eletrônica lançaram seu primeiro álbum oficial ao vivo (em 35 anos de carreira!) que, como se não bastasse, ainda é duplo (22 faixas!). Nostálgicos e DJs podem preferir a caixa com quatro LPs, quem quiser ver os shows vai dar preferência ao DVD duplo.

Kraftwerk

Capa do CD 'Minimum Maximum'

Quem curte, que vá atrás, pois Minimum-Maximum, como foi batizado, contém praticamente todos os clássicos da banda, gravados em shows em Londres, Paris, Budapeste, Varsóvia e Moscou, entre outras cidades que fizeram parte da última turnê internacional (quem se lembra do show inesquecível da banda no Tim Festival, em 2004, em São Paulo?). Para divulgar o novo álbum, a banda fará uma turnê por Estados Unidos e Europa. Não, o Brasil não está presente nem no novo disco, nem na nova turnê. Lamentável.

Rebeldia nos Alpes

Christina Stürmer conta 23 anos, tem cara e jeito de adolescente rebelde, mas mesmo assim já é uma respeitável popstar em seu país de origem, a Áustria. Agora ela quer conquistar o mercado alemão e, para isso, lançou no país o álbum Schwarz/Weiss (Preto/Branco) com os maiores sucessos de seus dois primeiros discos, além de duas faixas inéditas.

Christina Stürmer

Christina Stürmer

Talvez seja uma boa dica para quem curte o som de Avril Lavigne, Pink e cia. Só que com algumas diferenças: ao contrário de Pink (NY), Christina Stürmer não vem de nenhuma cidade grande, mas de uma pequena vila nos Alpes austríacos. E canta em alemão.

Leia mais na próxima página sobre o novo álbum de Andreas Dorau

Leia mais

Links externos