1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemanha vence Colômbia e parte confiante rumo à Copa

Time da casa supera seus problemas, joga com determinação, e no último teste pré-Mundial convence a torcida de que tem forças para brigar pelo título.

default

Alemães festejam gol de Ballack

Com "raiva", sentindo a torcida e tentando dar respostas. Foi como Klinsmann queria, e como o treinador já insistia. A Alemanha venceu e convenceu em seu último amistoso pré-Copa, nesta sexta-feira (2/6), ao fazer 3 a 0 na Colômbia em Mönchengladbach.

Antes do duelo com os latinos, a anfitriã do Mundial 2006 suou para arrancar um empate do Japão no início desta semana, em Leverkusen. Deixou dúvidas, e apresentou falhas na defesa. A ainda viu os orientais abrirem vantagem de dois gols, sucumbiram à velocidade japonesa e só chegaram aos gols em jogadas de bola parada.

Um teste anterior, contra Luxemburgo, registrou goleada por 7 a 0 mas não ofereceu evolução ao time alemão. Agora, à medida em que as cidades se enfeitam e os organizadores fazem os últimos testes de segurança, a Alemanha se mostra pronta para estrear contra a Costa Rica, no dia 9, em Munique.

O jogo

Desta vez a Alemanha estava concentrada. Mesmo enfrentando um time que prometia se impor pela velocidade, como o Japão, e o que não aconteceu, a equipe de Klinsmann mostrou personalidade e foi superior.

Fussball-Länderspiel Deutschland-Kolumbien

Schweinsteiger (e) foi o 'nome' do jogo

Contra a Colômbia brilhou a estrela do jovem Bastian Schweinsteiger. O jogador do Bayern de Munique deve definitivamente ter garantido uma vaga entre os titulares, já que lutava por um lugar com Borowski.

Logo aos dois minutos de jogo ele invadiu a área pela direita e chutou cruzado para ver a bola raspar a trave esquerda de Córdoba. Aos 20, porém, fez uma jogada de resultado. Cruzou a bola na cabeça de Ballack, e viu seu ex-amigo bávaro cabecear para as redes: 1 a 0.

Schweinsteiger deu bastante trabalho para a defesa colombiana no primeiro tempo, sempre jogando pelo lado esquerdo do campo ao lado de Lahm e Podolski. Enquanto isso, o rival latino mal encontrava espaço para contra atacar.

Aos 37 minutos, o camisa 7 da Alemanha cobrou falta frontal. E, ao invés de levantar a bola na cabeça de Ballack, jogada mais tradicional da equipe, arriscou um chute violento direto e surpreendeu Córdoba para marcar um golaço: 2 a 0.

WM 2006 Fan Deutschland Symbolbild

Seleção alemã deixou a torcida confiante

A Colômbia ameaçou a meta de Lehmann apenas no segundo tempo, e aos 15 minutos. Vargas subiu ao ataque, cruzou na seguda trave, mas muito forte. Soto, baixinho, não alcançou.

Sete minutos mais tarde a Alemanha ampliou. Borowski, o melhor jogador do banco de reservas da equipe, entrou no lugar de Schneider, pegou o rebote de uma cobrança de escanteio e chutou forte para fazer 3 a 0, dentro da área.

ALEMANHA 3 x 0 COLÔMBIA

Alemanha

Lehmann; Friedrich, Metzelder, Mertsacker e Lahm (Hitzlsperger); Frings (Kehl), Schneider (Borowski), Schweinsteiger (Jansen) e Ballack; Podolski (Asamoah) e Klose (Neuville)

Técnico: Jürgen Klinsmann

Colômbia

Córdoba; Pachon, Perea, Arizala e Orozco; Vargas, Viáfara (Castrillon), Patino (Murillo) e Soto; J. Moreno e T. Moreno (Rodallega)

Técnico: Reinaldo Rueda

Data: 2/6/2006 (Sexta-feira)

Local: Borussia Park Stadion, em Mönchengladbach

Árbitro: Terje Hauge (Noruega)

Auxiliares: Steinar Holvik (Noruega) e Arild Sundet (Noruega)

Cartões amarelos: Vargas, Viáfara, Pachon (C)

Público: 45.600 torcedores Gols: Ballack, aos 20min, Schweinsteiger, aos 37min do primeiro tempo; Borowski, aos 23min do segunto tempo