1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemanha vê invasão feminina nos estádios

Modernidade, facilidades e criações especificamente para as mulheres fazem crescer o número de torcedoras nos estádios do país. Copa do Mundo surge como divisor de águas no futebol da Alemanha.

default

Agora, para elas, todos os caminhos levam aos jogos

Enquanto no Brasil a esposa ou namorada aproveitava o domingo de sol para ir à praia, passear no shopping ou visitar amigas, e na Alemanha faziam coisas parecidas, os maridos se reuniam com a turma, compravam a cerveja e iam em caravana para o estádio de futebol.

Hoje elas vestem a camisa de seus clubes, se enfeitam com adereços que lembram a equipe e sobem no ônibus que leva ao clássico. Na Europa, ou Alemanha especifiamente, elas têm pago empresas que guiam as pessoas aos grandes jogos dentro ou fora do país.

"Mais e mais mulheres têm se juntado a nós nas nossas viagens", disse Petra Vieten, que junto ao marido opera uma dessas companhias. "A mulher vê tudo de uma maneira mais abrangente, como um grande evento ou miniférias. Não é somente o jogo que é excitante, mas o tour como um todo, uma nova cidade por exemplo", explicou.

O número de mulheres que assistem in loco aos jogos da Bundesliga, por exemplo, só cresce. Quase um quinto dos espectadores em jogos da Primeira Divisão pertence ao sexo feminino. Em algumas cidades este número é ainda maior.

Alguns dos motivos do crescimento no número de torcedoras nos estádios são as modernidades oferecidas pelos clubes de elite na Alemanha. Eles não são simplesmente estádios, mas chamados de arenas. Não são mais desconfortáveis, mas têm serviços vips, restaurantes, lojas e tetos que protegem do mau tempo, por exemplo.

"Jogos de futebol agora têm uma atmosfera muito melhor do que antigamente", afirmou Katja Kraus, do Hamburgo, a única mulher a ser membro do conselho de diretores de um clube alemão de Primeira Divisão.

Revitalizações

O sentimento da mulher pelo futebol mudou bastante também por causa do ambiente em volta dos estádios. Uma segurança mais qualificada era exigência de homens e mulheres. Alguns estádios eram longe dos centros e localizados geralmente em áreas escuras para onde as mulheres certamente não iriam voluntariamente.

Weiblicher Fussballfan am Feiern

E as torcedoras se soltam...

Um exemplo é o antigo Frankfurt Waldstadion, localizado no meio de uma floresta. "Você precisava ir por uns lugares escuros e que davam medo. Em frente ao estádio estava sempre cheio de gente", conta Christine, uma torcedora de 50 anos de idade.

O Waldstadion foi renovado, e hoje é chamado de Commerzbank Arena, e sua área é clara, iluminada e bem diferente de seu antecessor.

O percurso para o Estádio Olímpico de Berlim também sofreu uma reviatalização impressionante. A estação foi reformada, e o caminho a pé até o estádio pode ser feito agora em cinco minutos. Antes os torcedores precisavam andar por cerca de 15 minutos da estação de metrô por uma área residencial para chegar aos jogos.

Focando a Copa do Mundo, quando milhares de torcedores irão lotar 12 estádios do país, os organizadores e os governos municipais fizeram todos os tipos de esforços para melhorar o acesso aos palcos dos jogos.

A Copa, o filão

A Alemanha, de canto a canto, é bombardeada com publicidade que remete ao evento que acontece entre 9 de junho e 9 de julho. E, de olho na profissionalização cada vez maior do esporte, o governo alemão, a Fifa e os o patrocinadores da Copa focaram as mulheres como alvos em potencial.

Desde janeiro, a revista feminina Brigitte introduz em suas edições comentários e informações sobre os melhores jogadores do mundo. Enquanto isso, centros educacionais oferecem cursos para as mulheres que querem aprender o básico do futebol.



Leia mais