1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha trata paciente com suspeita de ebola

Homem que esteve recentemente na Guiné é internado em Hospital Universitário de Düsseldorf, no oeste do país. Autoridades garantem que estação de isolamento é segura e que não há ameaça para a população.

Um homem com suspeita de ebola foi levado de Bochum para o Hospital Universitário de Düsseldorf, no oeste da Alemanha, na madrugada desta segunda-feira (04/05). O transporte, ao longo de cerca de 40 quilômetros, foi feito de acordo com procedimentos especiais de segurança, afirmaram as autoridades locais.

O paciente foi internado numa estação de isolamento com alto padrão de segurança. "Está descartada uma ameaça à população no transporte ou na internação", diz um comunicado emitido pelo hospital e pelo governo municipal.

O paciente com suspeita do vírus retornou recentemente da Guiné, que, ao lado de Serra Leoa e Libéria, é um dos países mais afetados pela atual epidemia da doença no oeste da África. Os primeiros resultados dos exames aos quais o homem foi submetido devem sair ainda nesta segunda-feira.

O Hospital Universitário de Düsseldorf dispõe de uma estação moderna, capaz de ser totalmente isolada do mundo exterior. Além disso, um dispositivo para captação e esterilização de esgoto proveniente da estação impede que organismos patogênicos, como o vírus do ebola, sejam liberados na rede de esgoto.

Mais de 10 mil pessoas morreram em decorrência da atual epidemia de ebola. A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou recentemente que o risco de contágio fora dos três países mais afetados havia diminuído.

Hospitais alemães já trataram outros casos da doença, incluindo um médico senegalês, que foi internado em Hamburgo, e outro de Uganda, que recebeu assistência em Frankfurt. Em outubro do ano passado, um funcionário da ONU morreu em Leipzig, no leste da Alemanha, após ter sido infectado pelo vírus na Libéria.

LPF/rtr/afp

Leia mais