1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Alemanha tem sete empresas entre as mais valiosas do mundo

Pela primeira vez, há mais representantes da Europa do que dos Estados Unidos no ranking das cem empresas mais valiosas do mundo elaborado pela Ernst & Young.

default

A gigante do setor energético Eon é a empresa alemã com maior valor de mercado

As empresas alemãs e chinesas foram as que mais ampliaram sua presença no ranking das cem empresas mais valiosas do mundo elaborado pela consultoria Ernst & Young. A lista é feita com base no valor de mercado das empresas, ou seja, o valor total de suas ações nas bolsas de valores.

Sete empresas da Alemanha estão na lista de 2007, divulgada esta semana em Stuttgart. No ano anterior, eram quatro. A empresa alemã mais bem posicionada é a Eon, do setor de energia e com valor de mercado de 148 bilhões de dólares. Ela está em 45º lugar.

Já o número de empresas chinesas no ranking subiu de sete para dez e seu valor de mercado cresceu 123% no mesmo período. A petrolífera Petrochina lidera o ranking, com uma capitalização de 723,8 bilhões de dólares.

Estados Unidos

As posições seguintes são ocupadas pela Exxon Mobil (511,9 bilhões de dólares) e pela General Electric (374,6 bilhões de dólares), ambas com sede nos Estados Unidos.

Os Estados Unidos continuam sendo o país com o maior número de empresas na lista, mas o total caiu de 45 em 2006 para 32 no ano passado. Somados, os países europeus colocaram 46 empresas na relação, superando pela primeira vez os americanos.

Duas empresas brasileiras estão no ranking: a Petrobras, que ocupa a 11º colocação, com valor de mercado de 241,6 bilhões de dólares, e a Vale do Rio Doce, no 39º lugar, avaliada em 154,7 bilhões de dólares. As empresas alemãs mais bem colocadas são a Eon, a Siemens (50º lugar, 146 bilhões de dólares) e a Daimler (69º lugar, 102 bilhões de dólares).

Análise

Na avaliação do analista Hendrik Hollweg, da Ernst & Young, os Estados Unidos reduziram consideravelmente sua importância nas bolsas de valores do mundo no ano passado. "A economia dos EUA perde cada vez mais sua função como locomotiva da economia mundial, e o dólar está perdendo importância como moeda base mundial", afirmou.

Por outro lado, Hollweg afirma que os resultados mostram um aumento da importância dos países emergentes na economia mundial, principalmente da China. "Mas a evolução das bolsas chinesas lembra em parte a bolha das empresas de internet em 2000", alertou.

Ele elogiou ainda a competitividade das empresas alemãs, que estaria sendo reconhecida pelos investidores. Também o fortalecimento do euro está contribuindo para a capitalização das empresas alemãs.

Confira o total de empresas por país no ranking:

Estados Unidos: 32 empresas
Reino Unido: 11 empresas
China/Hong Kong: 10 empresas
França: 8 empresas
Alemanha: 7 empresas
Holanda, Suíça e Japão: 4 empresas
Espanha, Itália e Rússia: 3 empresas
Brasil e Austrália: 2 empresas
Outros: 7 empresas

(as)

Leia mais