Alemanha suspende todos os voos de carga provenientes do Iêmen | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 31.10.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha suspende todos os voos de carga provenientes do Iêmen

Governo alemão suspendeu voos de cargas vindos do Iêmen, após constatação de que translado de um dos pacotes com explosivos em avião proveniente do país árabe foi feito em aeroporto alemão.

default

Pacote com explosivos foi transladado em aeroporto de Colônia-Bonn

O governo alemão reagiu ao fato de o translado de uma das cargas com explosivos encontradas em voos originários do Iêmen em direção aos Estados Unidos tenha sido feito no aeroporto alemão de Colônia-Bonn.

Segundo o jornal alemão Bild am Sonntag , a apreensão do pacote com explosivos no aeroporto de East Midlands, na Inglaterra, aconteceu devido ao alerta do Departamento Federal de Investigações da Alemanha (BKA).

O BKA teria recebido, anteriormente, informações da Arábia Saudita sobre o pacote suspeito, mas não conseguiu parar o prosseguimento de sua expedição pela firma UPS no aeroporto de Colônia-Bonn, escreveu o jornal.

O Ministério alemão do Interior confirmou neste domingo (31/10) a declaração que o chefe da pasta, Thomas de Maizière, dera ao Bild am Sonntag no sábado à noite de que "o governo alemão assegura que a partir de agora nenhum voo de carga proveniente do Iêmen pode aterrissar na Alemanha."

Controle sobre cargas vindas do Iêmen

Segundo o Ministério alemão dos Transportes, o Departamento de Aviação Civil da Alemanha instruiu todas as companhias aéreas, companhias de expedição e outras empresas de transporte no país a controlarem rigorosamente cargas provenientes do Iêmen.

As instruções do departamento valem para todas as cargas oriundas daquele país que se encontram em depósitos alemães, como também para aquelas que já estão a caminho, informou o ministério neste domingo.

O órgão comunicou ainda que esse controle deverá recair principalmente sobre o translado e trânsito de carregamentos. A ordem inclui também cargas que serão transportadas por estradas e vias férreas.

CA/afp/dpa
Revisão: Augusto Valente

Leia mais