1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha rebate acusação de Trump sobre dívida com Otan

Ministra alemã da Defesa afirma que não há registro de dívidas com a aliança e que contribuição financeira não é o único critério para medir o esforço militar de um país.

A ministra alemã da Defesa, Ursula von der Leyen, negou neste domingo (19/03) a acusação do presidente americano, Donald Trump, de que a Alemanha deve "vastas somas de dinheiro" à Otan. "Não há nenhuma conta na Otan onde estejam registradas dívidas. É errado relacionar apenas à Otan os gastos de 2% [do PIB] com defesa, que queremos alcançar em meados da próxima década", afirmou Von der Leyen.

Segundo a ministra, as contribuições financeiras à Otan não devem ser o único critério para medir o esforço militar de um país. O engajamento em missões no exterior e a luta contra o terrorismo, por exemplo, também devem ser considerados.

O ministro alemão do Exterior, Sigmar Gabriel, também criticou a declaração de Trump em entrevista ao jornal Rhein-Neckar-Zeitung. "Uma política de segurança sensata não significa contar tanques, elevar gastos militares a alturas malucas e assim criar uma espiral armamentista. Uma política de segurança sensata significa prevenção de crises, estabilização de estados debilitados, desenvolvimento econômico e o combate da fome, das mudanças climáticas e da falta de água", afirmou.

Trump dissera no sábado que a Alemanha se beneficia da defesa oferecida pela Otan sem pagar o suficiente por isso. "Apesar do que vocês ouviram das notícias falsas, eu tive um ótimo encontro com a chanceler Angela Merkel. No entanto, a Alemanha deve vastas somas de dinheiro à Otan, e os Estados Unidos devem ser pagos pela poderosa e muito cara defesa que oferecem à Alemanha", escreveu.

AS/dpa/lusa

Leia mais