1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha reassume liderança ao ganhar ouro em prova polêmica

Rússia ameaça deixar Salt Lake City, após ter equipe eliminada em prova para a qual era franca favorita. Alemãs e norueguesas disputam ouro e liderança da classificação geral até a linha de chegada.

default

Manuela Henkel, Viola Bauer, Evi Sachenbacher e Claudia Kuenzel exibem suas medalhas de ouro

Com um final emocionante, disputado diretamente contra a equipe da Noruega, a Alemanha surpreendeu ao conquistar a medalha de ouro da prova de revezamento feminino 4x5 km de cross country e passou a concorrente escandinava na liderança da classificação geral dos Jogos Olímpicos de Salt Lake City (EUA). A vitória, porém, acabou chamuscada pelo protesto e ameaça da Rússia de abandonar a olimpíada, por ter tido sua equipe desclassificada antes da largada.

"Ganhamos a corrida que aconteceu. Se quiserem, podem protestar. Isto não me interessa", reagiu a esquiadora Manuela Henkel, que compôs a vitoriosa equipe alemã ao lado de Viola Bauer, Claudia Künzel e Evi Sachenbacher, a jovem heroína de 21 anos. Na volta final, ela ultrapassou numa subida a norueguesa Anita Moen, 14 anos mais velha, e conseguiu defender a liderança durante quase todo o restante do percurso.

Ao retornarem ao estádio, a norueguesa retomou a liderança, deslizando numa reta em declive. "Quando ela me passou, pensei: droga, já era. Mas na reta final notei que ainda podia virar", conta Evi. E em passadas firmes com seus esquis, a atleta novamente deixou a concorrente para trás, abriu vantagem e cruzou a chegada direto para os braços das colegas, enquanto Anita Moen deixava-se cair na neve, de cansaço e decepção. Foi a primeira vitória alemã na modalidade desde a Olimpíada de Inverno de 1980.

Classificação geral e protestos – Com a vitória, a Alemanha igualou-se à Noruega em de medalhas de ouro, passando à frente na classificação geral devido ao maior número de condecorações de prata. Os Estados Unidos seguiram o mesmo caminho, ao arrebatar dois ouros, um deles na patinação artística feminina, deixando a favorita russa Irina Slutskaia em segundo lugar. O fato igualmente gerou protestos do Comitê Olímpico Russo, que acredita na existência de um complô contra o país.

O comitê reivindica a repetição da prova de revezamento de cross country ou a concessão de ouro também para a Rússia, que era apontada como franca favorita na competição. Tetracampeã olímpica, a equipe já somava seis medalhas em Salt Lake City nas provas individuais femininas de cross country (sendo duas de ouro) e contava mais uma como certa no revezamento 4x5.

A eliminação – Como determina desde 1997 o regulamento da Federação Internacional de Esqui (FIS), duas horas antes da largada foram sorteadas as atletas que seriam submetidas a exame de sangue prévio. No teste, o limite de 16,0 gramas de hemoglobina por decilitro de sangue foi ultrapassado em 0,8 no teste da veterana russa Larissa Lazutina, que sonhava com sua décima medalha olímpica.

Com isto, Lazutina foi suspensa imediatamente por 14 dias e toda a equipe, eliminada da prova, conforme as regras, que também prevê exame antidoping para os atletas com excessivo hematócrito. As russas não foram as únicas punidas. Pelo mesmo motivo, as também favoritas ucranianas foram igualmente impedidas de competir.

Em carta ao presidente Vladimir Putin, da Rússia, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, disse compreender "o estado emocional dos russos", mas que as punições foram "absolutamente corretas". Mesmo insatisfeito com o tratamento dado aos atletas de seu país, Putin fez um apelo para que a delegação russa não abandone as competições. O parlamento nacional, por sua vez, aprovou uma moção recomendando os atletas a "manter distância da cerimônia de encerramento", no domingo, em sinal de protesto.

Classificação Geral

  1. Alemanha: 10 + 15 + 7 = 32 medalhas
  2. Estados Unidos: 10 + 11 + 9 = 30 medalhas
  3. Noruega: 10 + 7 + 3 = 20 medalhas
  4. Rússia: 5 + 6 + 3 = 14 medalhas

    OBS: Numeração corresponde a "medalhas de ouro + de prata + de bronze = total"

Links externos