1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemanha quer que Klinsmann siga como técnico

Execrado pela má performance da Alemanha antes da Copa, Jürgen Klinsmann podia ter renunciado e dado alívio à nação. Agora, após alcançar a semifinal em casa, ninguém quer que ele deixe o time antes de 2008.

default

Mesmo com a derrota, Klinsmann é agora adorado

As manchetes sobre Klinsmann nos jornais após a derrota para a Itália num amistoso em março deste ano eram claras. "Inexperiente e encantado" e "Livrem-se de Klinsi!" estavam entre as mais polêmicas.

Agora, após a viagem até as semis e a nova derrota para Itália, ninguém quer deixar o treinador ir embora e os jornais rasgam elogios. "Vocês ainda são nossos heróis" e "Reformulador do futebol, Klinsmann deve ficar" titularam os jornais.

Até mesmo um de seus mais duros críticos, a lenda do futebol alemão Franz Beckenbauer, disse que seria uma pena se ele deixar o time após ter trazido tantos jovens jogadores para criar o que Klinsmann chama de "a nova cara do futebol alemão".

Também treinadores da Bundesliga aprovam seu trabalho. Felix Magath, técnico do Bayern de Munique, disse que Klinsmann fez um excelente trabalho e por isso seria bom que continuasse no posto. Esta opinião é partilhada por Uli Hoeness, gerente do Bayern. Ele defende que Klinsmann oriente a equipe alemã também na próxima Eurocopa, em 2008.

Questionado a respeito de seu futuro no comando da seleção alemã, o treinador alemão preferiu, por enquanto, não traçar novos planos. "O que vai acontecer comigo não importa. Vou digerir essa Copa e conversar com a minha família", declarou. O contrato do técnico acaba neste mês de julho. "Falarei com minha mulher na próxima semana, os dois últimos anos foram intensos", acrescentou.

Rumores continuam

Antes da Copa, Klinsmann rejeitou uma proposta da Federação Alemã de Futebol (DFB) para estender seu contrato, argumentando que iria avaliar suas opções e tomar sua decisão com base no desempenho do time durante a competição.

Uma dessas opções continua sendo falada no meio esportivo: a de ser o novo técnico da seleção dos Estados Unidos. Na semana passada, o alemão rejeitou a idéia, dizendo que estava concentrando toda sua energia na Copa. Mas a edição de terça-feira (04/07) do jornal britânico Daily Telegraph afirmou que contatos preliminares já estão sendo feitos.

Decisão esperada até o meio de agosto

Klinsmann vive na Califórnia, sua esposa é americana e ele é visto como o homem ideal para substituir Bruce Arena, cujo futuro no time dos Estados Unidos ainda é incerto. O jornal afirmou que os americanos vão colocar uma proposta na mesa que ultrapassa os 2,2 milhões de euros que ele ganha por ano com a Alemanha.

O presidente da DFB, Theo Zwanziger, um longo defensor de Klinsmann, disse que daria ao técnico mais do que alguns dias que ele pediu para se decidir. "O único prazo será a nossa primeira partida da seleção após a Copa, contra Suécia, no dia 16 de agosto", disse. "Ele precisa ter se decidido até lá."

Leia mais