1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemanha quebra "sina" e goleia na estréia

Em Munique, anfitriã faz melhor estréia de sua história em uma Copa do Mundo, afasta os perigos da Costa Rica e larga na frente no grupo A. Polônia e Equador são os próximos rivais.

default

Lahm (16) abriu o placar com um golaço

Jürgen Klinsmann não deve ter mencionado o histórico da Alemanha em sua palestra pré-jogo, mas foi como se os jogadores soubessem. Em casa, era preciso uma grande apresentação. E foi, com um 4 a 2 sobre a Costa Rica em Munique, nesta sexta-feira (09/06), quebrando a "sina" de péssimas estréias em Mundiais.

A anfitriã da Copa do Mundo deu show na Baviera, e saiu de campo aplaudida por 65 mil pessoas que lotaram o melhor estádio do evento. A primeira vitória do time no grupo A representou a sua melhor estréia em Copas.

Os alemães abriram também os Mundiais de 1938, quando empataram por 1 a 1 com a Suíça, de 1978, com um 0 a 0 com a Polônia, e o de 1994, com vitória magra por 1 a 0 sobre a Bolívia..

Ballack auf der Ersatzbank Stadion WM 2006 Eröffnungsspiel Deutschland - Costa Rica 09.06.06 München

Capitão da Alemanha foi substituído por Borowski

Agora, o sonho do tetracampeonato segue com jogos diante da Polônia, no dia 14, e do Equador, no dia 20. Michael Ballack, que desfalcou o time em função de uma lesão muscular, deve se recuperar para a segunda rodada.

O jogo

A Alemanha deu início ao confronto da mesma maneira que jogou contra a Colômbia, em seu último amistoso pré-Copa. Jogando com determinação tática, postura na marcação e criando oportunidades de gol.

Na primeira, abriu o placar. E pelos pés de Lahm, o jovem lateral-esquerdo do Bayern de Munique que fraturou o braço durante os treinos e quase perdeu o Mundial. Só se recuperou após uma cirurgia, e ainda joga com uma proteção especial.

O ala avançou pela esquerda, invadiu a área e cortou para dentro. De perna direita, acertou o ângulo oposto do goleiro Jose Porras para abrir o placar. O primeiro tento da Copa do Mundo da Alemanha foi um golaço.

Mesmo em vantagem, o time da casa não deixou de atacar e de pressionar os latinos, sempre empurrado pela torcida que lotava o estádio de Munique. Os donos da casa registraram 60% de posse de bola neste primeiro tempo.

Stadion WM 2006 Eröffnungsspiel Deutschland - Costa Rica 09.06.06 München 2:1 Wanchope Costarikanischer Torschütze

Wanchope usou experiência para empatar

Até quase os 15 minutos desta etapa inicial, a bola sequer havia sido apresentada ao ataque da Costa Rica, e Lehmann apenas mantinha o seu aquecimento. Mas, aos 11 minutos, Wanchope trocou passes rápidos com Gomez, foi lançado em profundidade e tocou na saída do goleiro alemão: 1 a 1.

Isso também não foi o suficiente para diminuir o ritmo germânico. Uma surpresa em relação a outros jogos do time anfitrião do Mundial. Aos 17 minutos, Schneider avançou pela direita e cruzou a bola para o meio da área.

Schweinsteiger interceptou o lance e deu um bom passe para Klose, na segunda trave e sem marcação, apenas empurrar a bola para o fundo das redes: 2 a 1.

O segundo tempo foi mais movimentado, mas a Alemanha conseguiu manter a sua superioridade. O time de Alexandre Guimarães voltou mais disposto do intervalo, mas esbarrava sempre na boa marcação germânica.

Aos 15 minutos, Klose aproveitou mais uma boa jogada de Lahm pela esquerda. O atacante recebeu cruzamento do lateral, cabeceou a bola para a defesa de Jose Porras, mas no rebote fez o terceiro gol do time da casa.

A Costa Rica não se abateu. Pelo contrário. Tentou aproveitar as boas e poucas chances que conseguiu criar, e levou vantagem sempre que a Alemanha fez marcação em linha a partir de sua zaga.

Klose schiesst das 3:1 Stadion WM 2006 Eröffnungsspiel Deutschland - Costa Rica 09.06.06 München

Klose e Wanchope, com dois gols, são os artilheiros até agora

Foi assim, aos 28 minutos, que Wanchope fez o seu segundo gol na Copa. Recebeu grande assistência de Centeno e, mesmo impedido, empurrou a bola a saída de Lehmann para fazer 3 a 2.

E o marcador Frings, a três minutos do fim do jogo, marcou um golaço. O volante recebeu passe de Schweinsteiger e, da intermediária, com um chute violento, mandou a bola no ângulo esquerdo de Jose Porras, fechando o placar em 4 a 2.

ALEMANHA 4 x 2 COSTA RICA

Alemanha

Lehmann; Friedrich, Mertesacker, Metzelder e Lahm; Schneider (Odonkor), Frings, Borowski (Kehl) e Schweinsteiger; Klose (Neuville) e Podolski

Técnico: Jürgen Klinsmann

Costa Rica

Porras; Michael Umana, Douglas Sequeira, Luis Marin e Gilberto Martinez (Drummond); Mauricio Solis (Bolanos), Danny Fonseca, Leonardo Gonzalez e Walter Centeno; Ronald Gomez (Azefeifa) e Wanchope

Técnico: Alexandre Guimarães

Data: 9/6/2006 (Sexta-feira)

Local: Estádio de Munique

Árbitro: Horacio Elizondo (Argentina)

Auxiliares: Dario Garcia (Argentina) e Rodolfo Otero (Argentina)

Cartão amarelo: Danny Fonseca (C)

Gols: Lahm (A), aos 5min, Wanchope (C), aos 11min, Klose (A), aos 17min do primeiro tempo; Klose (A), aos 15min, Wanchope (C), aos 28min, Frings (A), aos 42min do segundo tempo

Leia mais