Alemanha prende cinco supostos membros do ″Estado Islâmico″ | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 08.11.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha prende cinco supostos membros do "Estado Islâmico"

Entre detidos nos estados da Baixa Saxônia e Renânia do Norte-Vestfália está figura central da cena islamista no país. Suspeitos de afiliação ao grupo extremista são acusados de recrutar jovens muçulmanos.

Autoridades alemãs prenderam na manhã desta terça-feira (08/11) cinco suspeitos de integrarem a organização extremista "Estado Islâmico" (EI). A informação foi revelada por uma equipe de jornalistas investigativos do jornal alemão Süddeutsche Zeitung e das emissoras NDR e WDR e depois confirmada pela Procuradoria-Geral alemã. 

A operação foi realizada nos estados da Baixa Saxônia e da Renânia do Norte-Vestfália. Os detidos são acusados de fornecer apoio à milícia jihadista por meio do recrutamento de jovens muçulmanos. Eles teriam enviado ao menos um homem para a Síria.

Entre os presos está o chamado "Pregador sem Rosto", um iraquiano de 32 anos também conhecido como Abu Walaa e cujo verdadeiro nome é Ahmad Abdelaziz Abdullah A.. Trata-se de uma figura central da cena islâmica no país. Ele e supostos cúmplices já vinham sendo investigados desde o ano passado. 

Os detidos – com idades entre 26 e 50 anos – são suspeitos de formar uma rede salafista-jihadista, na qual Abdullah seria a principal liderança.

IP/dpa/afp

Leia mais