1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Alemanha: por festa em casa

Para o anfitrião, título da Copa das Confederações chega ser obrigação a um ano do Mundial. Klinsmann não vê de outra maneira, e ao mesmo tempo em que terá força máxima para erguer a taça, irá fazer testes.

default

Seleção alemã tenta decolar com nova geração de jogadores

A Alemanha quer renascer a partir desta Copa das Confederações. Seleção com três títulos mundiais e que sucumbiu ao ímpeto do Brasil no último Mundial, o time germânico vê o "laboratório" de junho como uma oportunidade para mostrar à torcida que o país terá um time forte em 2006.

"Nós queremos este título. É um ensaio para a Copa do Mundo, mas queremos vencer", avisou o treinador Jürgen Klinsmann, que terá força máxima em campo aliada ao poder de jovens revelações que serão testadas.

A Alemanha representa uma das grandes forças do futebol mundial, com os títulos de 1954, 1974 e 1990 – ela esteve presente em todas as Copas, com exceção dos torneios disputados no Uruguai, em 1930, e no Brasil, 20 anos depois.

O início da Alemanha como potência do futebol foi marcado pela vitória por 3 a 2 sobre a até então imbatível Hungria, na final de 1954. Fritz Walter, Helmut Rahn e cia. se tornaram ídolos nacionais de uma geração que passaria 20 anos sem festejar.

As glórias só reapareceram quando Franz Beckenbauer e Gerd Müller conduziram a Alemanha ao bicampeonato mundial dentro de casa – vitória por 2 a 1 sobre a temida Holanda que gerou festa por todos os cantos do país.

Depois de dois fracassos sucessivos – derrota por 3 a 1 para os italianos em 1982, na Espanha, e por 3 a 2 para a Argentina em 1986, no México – teve o último triunfo há 15 anos na Itália. Beckenbauer estava na beira do gramado como técnico, Lothar Matthäus era o capitão do time e Andreas Bremen fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre os argentinos na final de 1990.

Os desafios da Alemanha na tentativa de recuperar o seu posto de referência no futebol mundial estão agora representados pelas seleções da Austrália, da Tunísia e, mais uma vez, da Argentina. São os adversários do grupo A na Copa das Confederações.

Elenco

Goleiros: Oliver Kahn (Bayern de Munique, Alemanha), Jens Lehmann (Arsenal, Inglaterra), Timo Hildebrand (Stuttgart, Alemanha)

Defensores: Andreas Hinkel (Stuttgart), Arne Friedrich (Hertha Berlim), Robert Huth (Chelsea, Inglaterra), Patrick Owomoyela (Arminia Bielefeld), Per Mertesacker (Hannover), Christian Schulz (Werder Bremen)

Meias: Marco Engelhardt (Kaiserslautern), Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique), Torsten Frings (Bayern de Munique), Sebastian Deisler (Bayern de Munique), Michael Ballack (Bayern de Munique), Fabian Ernst (Werder Bremen), Thomas Hitzlsperger (Aston Villa, Inglaterra), Tim Borowski (Werder Bremen), Bernd Schneider (Bayer Leverkusen)

Atacantes: Lukas Podolski (FC. Köln), Mike Hanke (Schalke), Thomas Brdaric (Wolfsburg), Gerald Asamoah (Schalke), Kevin Kuranyi (Stuttgart)

Técnico: Jürgen Klinsmann

Clique no mapa para obter informações sobre a Alemanha

Informações gerais

República Federal da Alemanha
Continente: Europa
Capital: Berlim
Maiores cidades: Berlim, Munique, Colônia, Hamburgo, Frankfurt, Stuttgart
Moeda: Euro
Idioma: Alemão
Sistema de governo: democracia parlamentar

Informações geográficas

Área: 357.023km²
Ponto mais alto: Zugspitze (2962m)
Fronteiras: Áustria, Bélgica, República Tcheca, Dinamarca, França, Luxemburgo, Holanda, , Polônia e Suíça

População

População: 82,5 milhões (estimativa para julho de 2005)
Média de idade: 42,16 anos
Expectativa de vida: 78,5 anos

Leia mais