1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha pode ficar sem seu número 1 na Copa Davis

Thomas Haas e Federação Alemã de Tênis divergem sobre pagamento de fisioterapeuta. Tenista ameaça não atender convocação para Copa Davis.

Eliminado no Aberto da Austrália, Thomas Haas mostrou-se abatido e, em vez de analisar como êxito seu desempenho no primeiro Grand Slam do ano, preferiu reacender a polêmica sobre sua participação na Copa Davis. No início do Aberto da Austrália, Haas e o presidente da Federação Alemã de Tênis (DTB), Georg van Waldenfels, trocaram injúrias.

Para jogar pela seleção nacional na Copa Davis, o tenista quer que a DTB pague o salário de seu fisioterapeuta, Jürgen Dess, no que van Waldenfels recusa-se. Haas alega que, no passado, as demais estrelas alemãs tiveram este privilégio. Ao despedir-se nesta sexta-feira do torneio em Melbourne, o tenista mandou seu recado ao dirigente: "Aqui pôde-se ver como Dess é importante para mim."

Se o presidente da DTB não ceder e o capitão Michael Stich não convencer Haas a entrar em quadra assim mesmo, a Alemanha ficará sem seu melhor atleta para as partidas de estréia na Copa Davis, dias 7 e 8 de fevereiro, em Zagreb.

Neste caso, Stich deverá escalar, para os jogos individuais contra a Croácia, Rainer Schüttler (chegou até a terceira rodada no Aberto da Austrália) e Nicolas Kiefer, que está absolutamente fora de forma (foi eliminado logo em sua estréia em Melbourne).

Leia mais

Links externos