1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Alemanha perde amistoso em Cardiff

A 18 dias do início da Copa do Mundo, a Seleção Alemã sofreu merecida derrota por 1 a 0 pelo País de Gales, que não se classificou para o Mundial no Japão e Coréia do Sul.

default

Earnshaw dá um salto mortal ao comemorar o único gol da partida, sua estréia na seleção de Gales

Faltou tudo aos alemães no jogo desta terça-feira (15) no estádio coberto de Cardiff: além de entrosamento, tática, segurança, estiveram ausentes cinco jogadores do Bayer Leverkusen, que disputam a final da Liga dos Campeões na noite desta quarta-feira, e ainda Wörns e Rehmer. Deisler, que seria poupado, acabou escalado e jogou novamente 60 minutos.

No primeiro tempo, os alemães nem chegaram a ameaçar o gol adversário. O goleiro Oliver Kahn, por seu lado, já teve trabalho aos nove minutos de jogo, quando defendeu um lance de Giggs, causado por uma falha de Heinrich.

O capitão Kahn demonstrou ser o único de seu time preparado para a Copa. O gol da partida foi de Robert Earnshaw, 21 anos, estreante na seleção galesa, cujo desempenho em campo fez os alemães parecerem amadores.

Sono coletivo - O escore havia sido decidido logo no início do segundo tempo. A Seleção Alemã parecia não conseguir despertar do sono coletivo e Kahn não teve chance de defesa. As substituições de Deisler, Ziege, Hamann e Bierhoff por Asamoah, Marco Bode, Kehl e Jancker ainda trouxeram alguma garra e movimentação. Bode cabeceou uma vez na trave e Jancker - quase despropositalmente - deu um lençol num zagueiro para depois bater para o gol e acertar também a trave.

O jogo também foi marcado pela má arbitragem do norueguês Helge Roy Olsen, que ignorou o clima nem tão amistoso da partida. Faltas violentas e discussões calorosas entre os jogadores mereceram de sua parte inicialmente nem sequer advertências, muito menos cartões. Seu silêncio acirrou os ânimos em campo e Olsen ainda pôde mostrar o cartão amarelo em cinco ocasiões. Mas também poderia ter feito uso do vermelho e não fez.

Pior, comportou-se tendenciosamente a favor dos anfitriões. No caso mais evidente, Heinrich calçou e derrubou Earnshaw por trás, num lance sem bola, durante um contra-ataque galês. O juiz não viu e não marcou. Mas alguém chamou a atenção do jogador galês que estava com a bola. Ele parou, pegou a bola com a mão e foi tirar satisfação com Heinrich. Olsen, em vez de apitar mão e dar cartão para o galês, optou por marcar a falta do alemão e puni-lo com um amarelo.

Logo depois do jogo, os alemães retornaram à Alemanha. Concentrados em Siegburg, perto de Colônia, eles preparam-se agora para o amistoso de sábado contra a Aústria, no estádio do Bayer Leverkusen.

Leia mais

Links externos