1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha mostra respeito pela Coréia do Sul

A Alemanha joga contra a Coréia do Sul e o Brasil, contra a Turquia, nas semifinais: a Copa do Mundo de 2002 promete entrar para a história como a "copa das zebras".

default

Torcedores coreanos comemoram em Frankfurt

Após a vitória dos coreanos sobre o selecionado da Espanha, Rudi Völler foi claro: "Os sul-coreanos correm sem parar. Precisamos de um esquema mais compacto." Na opinião do técnico da Seleção Alemã, os espanhóis atuaram muito bem na defensiva e só por isto teriam conseguido impedir que a Coréia do Sul marcasse dentro do tempo regulamentar. Para Völler, é preciso não subestimar o time asiático: "A Coréia do Sul eliminou Portugal, Itália e Espanha. Não é preciso dizer mais nada, quanto a essa equipe."

Na opinião do treinador alemão, uma pequena vantagem do seu time sobre os coreanos é o fato de que a equipe da Coréia teve de jogar duas vezes a fase de prorrogação – nas oitavas e nas quartas-de-final – e de que terá um dia menos para preparar-se para a semifinal em Seul. Ainda assim, "eles não parecem cansados, a gente tem a impressão de que já poderiam jogar de novo amanhã", diz Völler.

Em Sevilha, onde participou da conferência de cúpula da União Européia, também o chanceler alemão Gerhard Schröder manifestou o seu respeito em relação ao próximo adversário da Alemanha na Copa. O chefe do governo alemão afirmou que é preciso levar a equipe da Coréia do Sul a sério: "Tecnicamente, a seleção sul-coreana aprendeu muito." Mas Schröder mostra-se otimista. A seu ver, o time alemão está física e psicologicamente em excelente condição: "Não precisamos temer nenhum adversário."

Turcos festejam na Alemanha

Türkische Fußball Fans in Kreuzberg

Turcos comemoram em Berlim

A vitória da Turquia sobre o Senegal deflagrou um verdadeiro carnaval de rua nas grandes cidades alemãs. Os turcos, que formam a maior colônia de imigrantes na Alemanha, promoveram carreatas, bloqueando o trânsito das metrópoles e promoveram um ensurdecedor concerto de buzinas.

O principal centro das comemorações turcas foi Berlim. Na praça de Potsdam, milhares de torcedores da Turquia assistiram a partida contra o Senegal nos telões do Sony Center. No mesmo local, um grupo de torcedores brasileiros foi espancado pelos turcos, após a derrota sofrida contra a Seleção Brasileira na primeira fase do torneio.

Para os turcos da Alemanha, uma coisa parece certa – o seu selecionado vingará a derrota do primeiro jogo contra o Brasil e chegará à final da Copa do Mundo, para disputar o título, de preferência contra a Alemanha.

Leia mais

Links externos