1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha liberta russa condenada por espionagem

Para imprensa alemã, libertação de Heidrun Anschlag saiu através de acordo entre governos russo e alemão. Ela e marido, cujos nomes verdadeiros são desconhecidos, trabalhavam para Moscou no país desde o fim dos anos 80.

A espiã russa Heidrun Anschlag, condenada em 2013, por espionagem, a cinco anos e meio de prisão, foi libertada antes de cumprir a pena estipulada pela Justiça. Reportagens publicadas na imprensa alemã neste sábado (22/11), afirmam que a liberdade dela possivelmente foi comprada por Moscou ou se deve a um acordo de troca de agentes entre Berlim e Rússia.

A revista Spiegel afirma que o governo russo teria pago pela libertação de Anschlag. Já o semanário Focus noticiou que a espiã fora liberada em troca de um agente alemão preso na Rússia.

Heidrun Anschlag, de 48 anos, teria sido solta há dois dias e deportada para a Rússia. Seu marido, Andreas Anschlag, no entanto, continua preso na Alemanha. A verdadeira identidade de ambos até hoje não é conhecida.

A libertação foi confirmada neste sábado por um porta-voz da Promotoria Federal Alemã à agência de notícias Associated Press. Segundo o porta-voz, os promotores concordaram em dispensar o restante da pena em troca da deportação de Heidrun Anschlag.

Passaportes austríacos

O casal Anschlag foi preso em outubro de 2011, acusado de espionagem na Alemanha a mando do governo russo por mais de duas décadas. Em julho de 2013, eles foram julgados em Stuttgart e considerados culpados. Andreas recebeu uma pena de seis anos e meio de prisão e Heidrun, de cinco anos e meio.

Reportage Mikhail Bushuev

Espiões moravam em um bairro de classe média na pequena Michelbach, no oeste da Alemanha

O casal teria sido enviado para a Alemanha Ocidental em 1988 como espiões da KGB – serviço secreto da União Soviética – e permaneceram do país após o fim da era soviética, trabalhando para o Serviço de Inteligência Estrangeiro Russo.

Heidrun e Andreas usaram passaportes austríacos falsos para entrar na Alemanha Ocidental no final dos anos 1980. Em Meckenheim, próximo a Bonn, eles levavam uma vida discreta de classe média, antes de se mudarem para Michelbach, em Hessen, onde foram presos em 2011.

Por meio de uma dica dos Estados Unidos, o serviço secreto da Alemanha chegou ao casal e descobriu suas atividades secretas. Heidrun foi pega enviando mensagens secretas em um receptor de ondas curtas quando a polícia invadiu sua casa.

CN/dpa/ap/afp

Leia mais