1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha lembra fim da Segunda Guerra e libertação do nazismo

O 8 de maio de 1945 foi um dia de libertação para todo a Europa, afirma presidente do Bundestag, durante sessão solene do Parlamento. "Lembramos as milhões de vítimas de uma campanha de destruição sem precedentes."

O Parlamento alemão realizou nesta sexta-feira (08/05) uma sessão especial para lembrar os 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial. A sessão conjunta reuniu as duas câmaras, o Bundestag e o Bundesrat, e teve a participação do presidente Joachim Gauck e da chanceler federal Angela Merkel.

O dia 8 de maio de 1945 foi um dia de libertação para todo o continente europeu, afirmou o presidente do Bundestag, Norbert Lammert. "Mas não foi um dia em que os alemães libertaram a si mesmos", ressalvou.

A data marca o fim de uma guerra mundial, "iniciada e conduzida pela Alemanha, por um governo alemão de energias criminosas, e que, até aquele dia, havia custado mais de 50 milhões de vidas humanas, entre elas cerca de 8 milhões de alemães".

As tentativas fracassadas da resistência alemã não devem ser esquecidas, prosseguiu Lammert. Mas deve-se respeitar e honrar sobretudo aqueles que, "em meio a perdas inconcebíveis, encerraram o reinado de terror nacional-socialista".

Bundestag Gedenkstunde zum Ende des Zweiten Weltkriegs Merkel und Gauck

Gauck e Merkel acompanharam a sessão

"Lembramos hoje as milhões de vítimas de uma campanha de destruição sem precedentes, direcionada contra outras nações e povos, contra eslavos, contra os judeus europeus", afirmou. A queda que os alemães vivenciaram – "política, econômica e moral" – não poderia ter sido maior, disse Lammert.

Portanto, é surpreendente que esse país, apesar de toda a sua culpa, tenha sido novamente acolhido pelas outras nações. "Essa disposição dos nossos vizinhos à reconciliação é, do ponto de vista histórico, tão sem precedentes como a catástrofe que a precedeu."

No seu discurso, o historiador Heinrich August Winkler disse que casos recentes de xenofobia e antissemitismo na sociedade alemã devem servir de alerta. Segundo ele, a verdadeira lição da história alemã entre 1933 e 1945 é "a obrigação de, sob quaisquer circunstâncias, respeitar a intocável dignidade de cada pessoa".

A Alemanha nazista se rendeu aos Aliados no dia 7 de maio de 1945 na cidade de Reims, na França, assinando os documentos de rendição no dia seguinte em Berlim. O líder nazista Adolf Hitler cometeu suicídio no dia 30 de abril durante a Batalha de Berlim, levada adiante pelo Exército Vermelho em conjunto com forças polonesas, que terminou dois dias após a morte do ditador.

RC/dpa/afp

Leia mais