1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Alemanha joga desfalcada contra a Bósnia

O selecionado alemão entra em campo, na sexta-feira (11) em Sarajevo, sem dois dos seus principais astros: Christoph Metzelder está contundido e Michael Ballack, acamado em conseqüência de uma gripe.

default

Rudi Völler (esq.) aproveita ausência de astros para testar novos talentos

Não se sabe ainda, se o artilheiro Michael Ballack – o "craque do ano" na Alemanha – poderá jogar na quarta-feira da próxima semana, em Hanôver, contra a seleção das ilhas Faroe, pelas eliminatórias da Eurocopa 2004. Quanto a Christoph Metzelder, que enfrenta uma contusão renitente do tendão de Aquiles, a sua participação no jogo da quarta-feira já foi inteiramente descartada.

O técnico Rudi Völler decidiu poupar seus atletas, bastante desgastados com os compromissos de seus clubes na Bundesliga e nos diversos torneios disputados paralelamente, só marcando o início da concentração em Neu-Isenburg, nos subúrbios de Frankfurt, para a quarta-feira. Ou seja, dois dias antes do jogo-treino contra a Bósnia e uma semana antes do "compromisso sério" contra o selecionado das ilhas Faroe.

Agenda apertada

Apesar da pequena pausa de recuperação concedida aos atletas, a agenda da equipe alemã é bastante apertada. Dois treinos antecipam a partida da sexta-feira: o primeiro em Neu-Isenburg e o segundo, já na capital da Bósnia. Antes do treino da quinta-feira, a delegação da DFB faz uma visita aos soldados alemães das tropas internacionais SFOR, estacionados em Sarajevo.

Rudi Völler pretende fazer testes com alguns novatos na seleção, mas o plantel principal continua sendo o da Copa do Mundo – a maioria dos convocados é composta de "veteranos". Apesar disto, a equipe titular terá de abrir mão de cinco jogadores, todos eles ausentes por motivo de contusão ou doença: além dos já citados Michael Ballack (Bayern de Munique) e Christoph Metzelder (Borussia Dortmund), também Christian Ziege (Tottenham Hotspur), Jörg Böhme (Schalke 04) e Frank Baumann (Werder Bremen) ficam de fora desta vez.

Os reforços

As ausências serão compensadas em parte pelo retorno de dois craques à seleção alemã: Christian Wörns (Borussia Dortmund) e Marko Rehmer (Hertha Berlim). Há cerca de cinco meses, Wörns teve de abrir mão da viagem à Coréia do Sul e ao Japão, às vésperas do embarque, em virtude de uma contusão. Agora, ele quer reconquistar a sua posição de titular na equipe vice-campeã do mundo, aproveitando a chance oferecida nos dois próximos jogos, em Sarajevo e Hanôver.

Também Marko Rehmer, que enfrentou problemas de saúde nos últimos meses, poderá ter agora uma chance de voltar à sua posição de titular. Além disto, Rudi Völler pretende seguir testando quatro novos talentos do futebol alemão que já apresentaram um bom desempenho na sua estréia com a camisa do selecionado alemão: Arne Friedrich (Hertha Berlim), Tim Borowski, Fabian Ernst (ambos do Werder Bremen) e Paul Freier (Bochum).

Leia mais