1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Alemanha já pensa nas oitavas-de-final

Comissão técnica está convencida da vitória sobre Irlanda, apesar de vê-la como um adversário bem mais forte do que a Arábia Saudita.

default

Cauteloso, Mayer-Vorfelder prefere aguardar o jogo contra Irlanda antes de rever meta

A Alemanha entrará em campo, na quarta-feira, em Ibaraki (Japão), para enfrentar a Irlanda, já pensando nas oitavas-de-final. Após a goleada de 8 a 0 sobre a Arábia Saudita na estréia, ninguém mais da concentração alemã em Miyazaki admite correr o risco de ser eliminada ainda na primeira fase.

"Queremos ser os líderes do grupo", anuncia o novo objetivo do time o meio-campista Jeremies. "Também nas oitavas e quartas-de-final teremos sempre a chance de derrotar nossos adversários, seja ele qual for", diz o auxiliar-técnico Michael Skibbe, ainda mais otimista.

O presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB) é dos poucos que mantém a cautela. "Só poderemos avaliar o valor real da vitória sobre a Arábia Saudita após nosso próximo jogo. Se sair algo positivo, então talvez possamos fixar uma nova meta", pondera Gerhard Mayer-Vorfelder.

Vantagens – Classificar-se em primeiro lugar no Grupo E resultará supostamente em duas vantagens para a Alemanha. A primeira, de ordem administrativa. A partida de oitavas-de-final seria então em Seogwipo, na Coréia do Sul, onde a DFB já reservou hotel. A outra, quanto ao adversário, o segundo colocado do Grupo B. Partindo do princípio que a Espanha deverá vencer, a Seleção Alemã enfrentaria uma equipe de menor projeção: Paraguai, África do Sul ou Eslovênia.

Uma vitória sobre a Irlanda praticamente garantirá a vaga alemã nas oitavas-de-final. "Estou firmemente convencido de que vamos vencer os irlandeses", acredita o auxiliar-técnico Michael Skibbe. O treinador Rudi Völler teme, porém, o otimismo exacerbado e adverte: "Temos pela frente um adversário bem diferente do que o do primeiro jogo".

Sem desfalques – Igual à partida de estréia será a equipe alemã. Ramelow está recuperado das dores na coxa que o obrigaram a deixar a partida de sábado no intervalo. O meio-campista, escalado como líbero, treinou nesta segunda-feira normalmente no time titular. A tática igualmente não sofrerá mudanças. "Queremos impor desde o início a mesma agressividade. Os irlandeses deverão adequar sua tática à nossa", antecipou Skibbe.

Além de Ramelow, quem está liberado para jogar é Marko Rehmer. O lateral direito foi para a Copa ainda em tratamento, mas participou do coletivo desta segunda e ganhou sinal verde do departamento médico. A seleção viaja na manhã de terça-feira para Ibaraki.

Leia mais

Links externos