Alemanha inicia campanha de esclarecimento sobre gasolina com etanol | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 09.03.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Alemanha inicia campanha de esclarecimento sobre gasolina com etanol

Depois de motoristas boicotarem a mistura de 10% de etanol na gasolina, governo e indústria acertam campanha de esclarecimento nos postos de combustível.

default

E10 é o novo combustível

Governo, indústria automobilística e petrolíferas da Alemanha decidiram iniciar uma ofensiva para esclarecer os motoristas do país sobre o uso da E10, a nova gasolina com 10% de etanol. O combustível vem sendo rejeitado pelos consumidores, que temem estragos nos motores dos seus carros.

Depois de dias de troca mútua de acusações, as partes chegaram nesta terça-feira (08/03), em Berlim, a um acordo para evitar o fracasso do projeto E10. Ficou decidido que haverá listas explicativas nos postos de combustível de todo o país. Os motoristas poderão consultar as listas para saber se o seu modelo de carro aceita o novo combustível sem problemas.

As informações sobre a compatibilidade dos motores com a nova gasolina estarão disponíveis também na internet. Além disso, os clientes serão informados sobre o novo combustível já na compra do veículo, pelas revendedoras e montadoras.

O ministro do Meio Ambiente, Norbert Röttgen, disse que a E10 contribui para a proteção climática e ambiental e para um menor consumo de petróleo. "Permanecer na dependência do petróleo não é uma solução", disse Röttgen, que citou a catástrofe ambiental no Golfo do México e os confrontos na Líbia como exemplos de problemas relacionados ao petróleo.

Ambientalistas e Partido Verde continuam criticando o projeto, dizendo que ele encarece os alimentos e não ajuda a preservação do meio ambiente. A indústria automobilística assegurou que 93% dos carros em circulação na Alemanha podem usar o novo combustível. A associação dos agricultores e o clube de motoristas ADAC também apoiaram a E10.

Antes da introdução da E10, a gasolina alemã tinha um percentual de 5% de etanol. Uma diretriz da União Europeia obriga os países-membros a usar 10% de energias renováveis no setor de transporte até 2020.

AS/dpa/rtr
Revisão: Marcio Pessôa

Leia mais