1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Jogos Olímpicos

Alemanha espera ganhar 50 medalhas em Atenas

Os 453 atletas alemãs que participarão das Olimpíadas de Atenas têm chances de vencer 80 disputas e ganhar um total de 50 medalhas.

default

Birgit Fischer ganhou duas medalhas de ouro em Sydney

Nas Olimpíadas de Sydney, em 2000, a Alemanha terminou a competição com 56 medalhas: 13 de ouro, 17 de prata e 26 de bronze. A delegação alemã compunha-se de 470 atletas. Para as Olimpíadas de Atenas, a Alemanha levará 453 atletas e espera conquistar 50 medalhas.

No cômputo geral, há chances de ganhar medalhas em 80 disputas. As mais promissoras são na canoagem e no remo. A canoísta alemã Birgit Fischer, recordista de medalhas olímpicas (4 de ouro, 1 de prata e 3 de bronze), voltou a competir aos 42 anos de idade e espera aumentar a sua coleção de medalhas em Atenas. A equipe de canoagem espera qualificar-se para 12 finais e obter 3 medalhas (em Sydney, 3-1-3).

Outra equipe forte é a de remo. Em Atenas, os remadores alemães esperam melhorar a boa atuação de Sydney, chegando a 14 finais e conquistando 10 medalhas (2-1-3).

Quarto lugar no quadro de medalhas

Tomando-se por base os campeonatos mundiais disputados em 2003, os desportistas alemães poderiam obter 68 medalhas (23-19-26) em Atenas, qualificando-se em quarto lugar, atrás da Rússia (89), Estados Unidos (83) e China (71).

Entretanto, os prognósticos variam de acordo com as modalidades. Eles são positivos para as equipes de tiro e de natação. Em Sydney os atiradores alemães não ganharam nenhuma medalha, mas em Atenas poderão ganhar até dez.

Os nadadores alemães conquistaram apenas 3 medalhas de bronze em Sydney; em Atenas têm chances de chegar a 10. As expectativas repousam, sobretudo, nas nadadoras, como a recordista mundial Franziska van Almsick e a campeã mundial Hannah Stockbauer.

Ciclismo e atletismo com problemas

Os ciclistas alemães têm poucas chances de repetir a boa atuação de Sydney, onde ganharam dez medalhas (3-4-3). Em Atenas devem obter apenas 4 medalhas. Da mesma forma, a equipe de atletismo, depois de sua fraca atuação no último Campeonato do Mundo em Paris (0-1-3), pode terminar a Olimpíada sem ganhar nenhuma medalha.

Nos esportes de equipe, as maiores chances de medalha da Alemanha são no futebol feminino (bronze em Sydney), no handebol masculino (atual campeão europeu) e no hockey sobre grama masculino (campeão europeu e mundial).

Medalha de ouro vale 15 mil euros

Ganhar uma medalha olímpica rende não apenas prestígio, como também dinheiro. A Fundação de Amparo ao Esporte Alemão (Stiftung Deutsche Sporthilfe – DSH) paga 15 mil euros por uma medalha de ouro, 10 mil euros por uma de prata e 7500 euros por uma de bronze.

Ao contrário de outros países, que recompensam seus campeões olímpicos com somas ou presentes exorbitantes, o critério de prêmios da fundação alemã baseia-se nos princípios de continuidade e seriedade.

A DSH premia os atletas até a oitava colocação (1500 euros) e, o que é mais importante, os prêmios são pagos em dia, segundo ressalta o seu diretor Hans-Ludwig Grüschow. Por outro lado, os atletas que desfrutam de contratos de publicidade milionários, como a nadadora Franziska van Almsick e o ciclista Jan Ullrich, estão excluídos da premiação.

Com um orçamento anual de 17 milhões de euros, a DSH é financiada com recursos da loteria e doações particulares. Os 56 medalhistas e 95 colocados (do 4º ao 8º lugar) das Olimpíadas de Sydney foram recompensados com 1,345 milhão de euros.

Leia mais